'Quem quiser minha voz, estou à disposição', avisa Cid Moreira

André Carlos Zorzi - O Estado de S.Paulo

Apresentador revela que acordo com a Globo o permite retornar às locuções publicitárias

Cid Moreira em sua visita ao Estadão.

Cid Moreira em sua visita ao Estadão. Foto: Tiago Queiroz / Estadão

Em entrevista ao Hora E+, transmitida ao vivo pelo Facebook do E+, Cid Moreira, jornalista e locutor conhecido por ter passado décadas à frente de programas como o Jornal Nacional e o Fantástico, revelou que está de volta às gravações publicitárias, após um acordo com a Globo.

"Gostaria de informar que fui um dos locutores que mais gravaram comerciais, e, hoje, fiz um acordo com a Globo e tô liberado novamente para gravar comerciais. Então, se alguém quiser usar minha voz, eu estou à disposição!", disse.

Tendo permanecido à frente do principal telejornal da emissora entre 1969 e 1996, o jornalista também revela que gostaria de ter aproveitado a onda tecnológica da atualidade durante sua carreira na TV.

"O Jornal Nacional, por exemplo, tá com visual maravilhoso, parece uma nave espacial. Tive minha fase no Jornal Nacional que foi gloriosa, mas confesso que sinto uma invejazinha de não ter vivido essa fase da tecnologia. Hoje eu até brinco que todo mundo é repórter, fotógrafo, cinegrafista", conta.

Cid Moreira no acervo do Estadão.

Cid Moreira no acervo do Estadão. Foto: Tiago Queiroz / Estadão

Reconhecido pelos fãs, Cid relata que até hoje recebe pedidos inusitados quando sai em público. "Estava aqui em São Paulo num casamento, e um dos convidados veio me pedir:  'Olha, um amigo meu tava com preguiça e não quis vir, queria que você mandasse um recado pra ele. Que você falasse que ele é um bundão.' Olha só! Aí eu falei!", se diverte.

Atualmente, Cid investe no Canal da Bíblia, que mantém no YouTube, com suas leituras e narrações acerca do livro sagrado. Sua relação com a religião, conta, vem desde cedo.

"Quando eu era garoto, a família se reunia tomando um solzinho no quintal, e eu costumava pegar a Bíblia da minha avó e ficava lendo provérbios para a família. Não sei explicar o porquê, mas eu gostava de transmitir isso. Hoje, continuo fazendo isso com todo empenho", se orgulha.

Confira abaixo a entrevista na íntegra, e também o canal de Cid: