'Que em 2019 mais casos de abuso sexual sejam expostos', diz Bruno Astuto à Ana Maria Braga

Redação - O Estado de S.Paulo

Em retrospectiva do ano, apresentadora e convidado criticaram machismo da sociedade e falaram de João de Deus

Bruno Astuto e Ana Maria Braga durante conversa no programa 'Mais Você', da TV Globo.

Bruno Astuto e Ana Maria Braga durante conversa no programa 'Mais Você', da TV Globo. Foto: Reprodução do programa 'Mais Você' (2018)/ TV Globo

O jornalista Bruno Astuto conversou com Ana Maria Braga nesta quinta-feira, 27, no Mais Você, sobre as diversas denúncias de assédio sexual em 2018. Ele começou recordando o movimento #MeToo, que expôs diversos casos de violência contra a mulher, em Hollywood.

“[Essas denúncias estão] só começando e as mulheres se uniram. Que 2019 seja de mais casos expostos”, disse Astuto. “A mulher do ano foi a que botou a boca no trombone”, completou.

Ana Maria Braga concordou e disse que acha um absurdo, num mundo civilizado, pessoas culparem crimes sexuais - e outros abusos contra a mulher - pela roupa que usa. “Botam a culpa na vítima: ‘se não tivesse feito isso, aquilo…’, já ouvi coisas absurdas”, analisou.

Bruno Astuto afirmou, ainda, que detesta a expressão “mimimi” - usada para diminuir as acusações contra o machismo, racismo e LGBTfobia. Ambos criticaram, também, João de Deus, médium recentemente preso por ter abusado de milhares de mulheres.