'Quanto mais o tempo passa, mais dói esse dia', diz Gloria Perez sobre morte da filha

Redação - O Estado de S.Paulo

Autora de novela desabafa sobre assassinato de Daniella Perez, que ocorreu em 28 de dezembro de 1992, há 26 anos

Daniella Perez, filha de Gloria Perez, foi assassinada em 1992

Daniella Perez, filha de Gloria Perez, foi assassinada em 1992 Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira, 28, completam-se 26 anos que Daniella Perez foi morta por Guilherme de Pádua. "Quanto mais o tempo passa, mais dói esse dia", desabafou no Instagram Gloria Perez, mãe da atriz assassinada.

A autora de novelas da Globo também falou sobre impunidade e a legislação a respeito de assassinatos. Gloria relembrou a importância do movimento que ela mesma liderou para incluir o homicídio qualificado na lei que define crimes hediondos (Lei 8.072/90). 

Daniella tinha 22 anos quando foi morta em 28 de dezembro de 1992 por Guilherme de Pádua, seu par romântico na novela De Corpo e Alma. Ele teve ajuda da sua então esposa, Paula Thomaz. Segundo testemunhas, o ex-ator a matou por achar que seu personagem estava perdendo destaque na novela. Pádua foi condenado há 19 anos de prisão por assassinar Daniella Perez. Paula Thomaz foi condenada a 18 anos.