Programa 'Entre Nós' recebe Tânia Bondezan

- O Estado de S.Paulo

Eduardo Moreira conversa com a atriz sobre a peça 'Branca de Neve e o Zangado' e outros trabalhos

  

   Foto: Estadão

A atriz Tânia Bondezan é a convidada desta edição do program Entre Nós. Eduardo Moreira, colunista do Estadão, conversa com ela sobre alguns trabalhos como o monólogo Como Ter Sexo a Vida Toda Com a Mesma PessoaBranca de Neve e o Zangado.

Tânia revela que é Geógrafa de formação e começou a carreira de atriz quando resolveu seguir sua paixão. "Eu comecei a dançar na hora do almoço. Eu trabalhava na Secretaria do Planejamento e todas as meninas falavam asssim: 'Ah, a gente vai almoçar, vai acabar engordando. Vamos dançar?' E da dança eu comecei a fazer testes e entrei nesse mundo do teatro", relata.

O programa também vai ao ar na Rádio Estadão, que pode ser ouvida em FM 92,9 ou pelo site do Estadão.

Assista:

O programa. Empresário de finanças e autor do best seller Encantadores de Vidas, o colunista Eduardo Moreira teve a ideia de fazer o Entre Nós em conversas informais com amigos do mesmo setor. O gestor afirma que seu principal desafio é fazer entrevistas com um viés diferente do jornalismo convencional. "Conseguir fazer com que o entrevistado possa seguir uma linha fluida e dar coisas interessantes para quem está assistindo à entrevista é o grande desafio. A coisa que eu mais tenho aprendido, e quem me falou foi a Leda Nagle (jornalista da TV Brasil), é que o segredo de toda entrevista é ouvir o entrevistado, porque quando você faz isso, uma resposta te puxa para outra pergunta."

Curto e interativo, o Entre Nós tem o objetivo de fazer com que todas as pessoas se identifiquem e busquem resultados melhores para as suas vidas. "Uma das principais motivações que eu tive é mostrar para as pessoas que, por trás dos nomes mais ricos do País, existe uma pessoa como a gente, que tem seus medos, anseios, sonhos, já teve seus fracassos, suas frustrações, e também teve vários sucessos. Quando você humaniza essas pessoas, faz com que as outras  achem que também podem chegar lá", disse Moreira.

Para assistir a esse e outros vídeos, acesse a TV Estadão ou assine o canal do Estadão no YouTube.