Príncipe Harry revela que câmeras o lembram da morte de Diana

Redação - O Estado de S.Paulo

Em documentário, duque de Sussex afirmou que a morte da mãe em um acidente enquanto fugia de paparazzi ainda é uma 'ferida que dói'

Príncipe Harry falou sobre a morte da mãe, Lady Di, em um acidente de carro.

Príncipe Harry falou sobre a morte da mãe, Lady Di, em um acidente de carro. Foto: Kirsty Wigglesworth/AP Photo

Já faz 22 anos desde a morte da princesa Diana, em um acidente de carro, enquanto fugia dos paparazzi em um túnel de Paris.  Mas, ainda hoje, o trágico episódio é encarado como "uma ferida que dói" pelo filho mais novo dela, o príncipe Harry.

"Eu acho que essa é provavelmente uma ferida que dói. Toda vez que eu vejo uma câmera, toda vez que eu ouço um 'clique', toda vez que eu vejo um flash, isso me leva de volta [ao acidente]", disse o britânico no documentário Harry & Meghan: An African Journey, que vai ao ar no domingo, 20, na rede de televisão inglesa ITV. 

O filme retrata os bastidores da viagem que Harry fez ao sul da África, acompanhado da mulher, Meghan Markle, e do filho, Archie Harrison. Enquanto a família permaneceu na África do Sul, o príncipe aproveitou para visitar a província de Cuando-Cubango, em Angola, onde Lady Di caminhou por um campo minado em janeiro de 1997

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Following in the footsteps of his mother, Princess Diana, this morning The Duke of Sussex visited a de-mining site in Dirico, Angola, to raise awareness of the danger and prevalence of landmines that still exists today. The Duke joined @thehalotrust in their work to help clear the area to enable safe access for the local community. • “If an international ban on mines can be secured it means, looking far ahead, that the world may be a safer place for this generation's grandchildren.” – Princess Diana, 1997 Today in Angola The Duke of Sussex will retrace his mother’s steps to see the legacy of her work and how her connection with this community helped make the elimination of landmines a reality. In 1997 Diana Princess of Wales visited Huambo to bring global attention to the crisis of landmines and the people whose lives were being destroyed. Two decades later, the area has transformed from desolate and unhabitable to lively and vibrant, with colleges, schools and small businesses. The Duke is humbled to be visiting a place and a community that was so special to his mother, and to recognise her tireless mission as an advocate for all those she felt needed her voice the most, even if the issue was not universally popular. Princess Diana’s visit helped change the course of history, and directly led to the Convention against Anti-Personal Landmines, also known as the Ottawa Treaty. Today, with the support of @thehalotrust, Angola now has a stated aim under the Treaty to be clear of known mines by 2025. Despite great progress, 60 million people worldwide still live in fear of landmines every day. During his visit today, The Duke will walk along the street which was once the minefield where his mother was famously pictured. #RoyalVisitAfrica #RoyalVisitAngola Photo©️PA

Uma publicação compartilhada por The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) em

Na época, a imagem dela caminhando com uma máscara e um colete ajudou a dar visibilidade global à campanha sobre os perigos das minas terrestres. "Estar aqui agora, 22 anos depois, tentando terminar o que ela começou, é incrivelmente emocionante, mas tudo o que eu faço me lembra dela", afirmou Harry.

O documentário também vai exibir uma entrevista com Meghan Markle, em que ela fala sobre as dificuldades de se tornar mãe sob os olhos atentos do público. "Qualquer mulher grávida fica muito vulnerável, então isso tornou tudo desafiador. E aí você tem um recém-nascido...e, principalmente como uma mulher, é difícil", explicou. 

Logo após voltar da viagem, Meghan entrou com uma ação judicial contra o tablóide britânico Mail, acusando-o de ter publicado ilegamente uma carta pessoal dela. Na ocasião, o príncipe Harry comparou a perseguição midiática com aquela sofrida pela mãe antes de morrer. "Vi o que acontece quando alguém que eu amo é transformada em uma mercadoria a ponto de não ser mais tratado ou visto como uma pessoa real. Perdi minha mãe e agora vejo minha esposa sendo vítima das mesmas forças poderosas”, lamentou.