Polícia irá investigar admissão de possível sexo sem consentimento cometido por youtuber

Redação - O Estado de S.Paulo

Delegacia especializada em crimes eletrônicos de Belo Horizonte irá cuidar do caso de Everson Zoio

O youtuber Everson Zoio.

O youtuber Everson Zoio. Foto: Instagram/@eversonzoio

Após um vídeo de 2015 do youtuber Everson Zoio ressurgir nas redes sociais, no qual ele diz que praticou sexo sem o consentimento da sua ex-namorada, a Polícia Civil de Minas Gerais divulgou para a imprensa que irá investigar o caso para averiguar se abrirá ou não um inquérito policial que pode causar o indiciamento de Everson pelas falas dele.

“A Polícia Civil de Minas Gerais informa que, desde a manhã do sábado, 28, tão logo tomou conhecimento por meio da imprensa do vídeo feito pelo youtuber Everson Zoio, relatando um suposto episódio envolvendo sua ex-namorada, amplamente divulgado nas redes sociais, acionou a Delegacia Especializada em Investigação de Crimes Cibernéticos (DEICC), que já está adotando todas as providências de polícia judiciária, para a completa elucidação do fato noticiado”, informou a assessoria de imprensa do órgão ao E+.

Por conta da repercussão do vídeo, o youtuber escreveu um esclarecimento no qual afirma que está sendo muito prejudicado pela repercussão e que o relato foi inventado em 2015 e contado novamente em 2016. "Homem é assim mesmo, aumenta as coisas", diz o youtuber. "Mesmo sendo uma brincadeira e a história ser mentira, eu peguei pesado", continuou.