PC Siqueira retoma vídeos no YouTube e pede doações de dinheiro

Redação - O Estado de S.Paulo

'Eu literalmente estou vivendo de doações', diz o autor do canal Mas Poxa Vida que foi acusado de pedofilia em junho

Youtuber PC Siqueira pede doações nas redes sociais

Youtuber PC Siqueira pede doações nas redes sociais Foto: Reprodução Instagram/ @pecesiqueira

PC Siqueira retomou a divulgação de vídeos no seu canal MasPoxaVida no YouTube há um mês. As condições financeiras do youtuber têm sido um assunto recorrente dos vlogs e ele chega a pedir por doações de dinheiro. Ele divulga para seus seguidores meios como Pix e PayPal para as contribuções.

O youtuber foi acusado de pedofilia em junho e chegou a prestar depoimento para a Polícia Civil de São Paulo. Na suposta conversa que foi vazada pelo perfil, PC teria se referido a uma criança de seis anos em contexto sexual. Na época, PC negou as acusações em um texto publicado em seu Instagram e afirmou que "jamais cometeria" um "crime abominável". Em vídeo divulgado há quatro semanas, ele informa que retomará o canal "único trabalho que teve nos últimos dez anos". Porém não falará a respeito da denúncia de pedofilia por questões legais, mas que as acusações seguem sendo apuradas. 

Os vídeos recentes abordam a rotina de PC Siqueira e assuntos triviais. Ele mostrou em seu canal, há duas semanas, como tem cortado o próprio cabelo. "A vida é dura para quem é mole, já diria meu pai que inclusive me emprestou uma grana. Obrigado pai", comenta. "Uma coisa que eu vou contar sobre a minha casa é que eu tive dinheiro uma época da minha vida, agora eu sou falido. Esse está sendo o vlog 'como é a vida de um youtuber falido'", diz.

Em outra sequência divulgada há uma semana, ele conta que está comprando o jogo eletrônico Cyberpunk graças a doações que recebeu. "Eu estou parecendo aquele pessoal da televisão que tudo fala para ganhar dinheiro, mas é que eu estou precisando mesmo", afirmou. "Esse dinheiro eu estou ganhando, mas eu estou trabalhando por ele, eu estou criando conteúdo.  Eu literalmente estou vivendo de doações", relatou. "Meu plano de saúde custa R$ 1.300 e ano que vem é ano de cirurgia. Vou ter que fazer duas cirurgias uma em cada perna, pensa que a vida é fácil. A vida não é fácil."