Paulo Gustavo segue estável e passa por pleuroscopia

Redação - O Estado de S.Paulo

O humorista está internado com covid-19, em hospital no Rio de Janeiro, desde o dia 13 de março

Paulo Gustavo precisou ser intubado no dia 21 de março por complicações da covid-19

Paulo Gustavo precisou ser intubado no dia 21 de março por complicações da covid-19 Foto: Instagram / @paulogustavo31

Paulo Gustavo, 42, segue estável após o uso de terapia por Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO), segundo comunicado enviado à imprensa nesta segunda-feira, 5. O humorista está internado com covid-19 desde o dia 13 de março , no Rio de Janeiro

Segundo boletim médico, o ator continua o tratamento com o "pulmão artifical" e foi submetido a uma pleuroscopia, neste sábado, 3. A técnica cirúrgica permite ver o espaço entre as membranas que revestem os pulmões e caixa torácica. 

"Desde os reajustes realizados, Paulo Gustavo tem apresentado estabilidade. A evolução clínica, que demanda seu tempo individual, teve - especialmente nas últimas 24 horas - sinais de evolução progressiva que geraram otimismo na equipe médica", disse o comunicado. 

"Anteontem pela manhã o paciente foi submetido à uma pleuroscopia, quando foi identificada uma fístula bronco-pleural que impedia a adequada ventilação mecânica, tendo sido imediatamente corrigida. Desde então, alguns importantes sinais clínicos e laboratoriais de melhora tornaram-se mais evidentes", continuou a nota. 

"A necessidade da ECMO permanece, embora com parâmetros mais atenuados. Esse conjunto de dados, em que pese ainda a gravidade do paciente, vêm aumentando o otimismo da equipe médica. A família do ator agradece muito o carinho e as orações e pede que continuem a enviar boas energias para sua recuperação e para de todos os que se encontram na luta contra o vírus", concluiu a equipe de Paulo Gustavo.