Paulo Gustavo nega que tenha sido barrado em templo na Tailândia

Redação - O Estado de S.Paulo

Ator mudou o discurso após afirmar ter sido 'barrado' em local religioso

O ator Paulo Gustavo durante sua viagem à Tailândia.

O ator Paulo Gustavo durante sua viagem à Tailândia. Foto: Instagram / @paulogustavo31

O ator Paulo Gustavo passou por uma situação inusitada durante sua ida a um templo religioso na Tailândia, por conta de um 'rasgo' em sua calça.

"O guia chegou aqui agora pra levar a gente pra passear e falou que não posso entrar no templo porque eu tô com a calça rasgada. Tô tendo que explicar pra ele que tem um negócio aqui dentro, tentando provar pra ele. Fui barrado no templo", contou, em um story de seu Instagram na quarta-feira, 21.

Paulo mostrou aos seus seguidores que o rasgo era parte do estilo de sua roupa, e que não deixava sequer sua pele à mostra.

Horas depois, devido à repercussão do caso, o humorista publicou novos vídeos explicando a história: "Eu não fui barrado, gente! Coitado do templo. Eles acharam que minha calça era rasgada. Não era rasgada, tive que provar que não aparece minha perna, não fui barrado. 

"Não fui barrado não, tá. É lindo de morrer, mas é calor. O ideal é tentar botar um biquíni e pular o muro", brincou.

Por fim, Paulo ainda ressaltou que respeita as imposições feitas para visitar o local: "Pra você entrar no templo você tem que tirar o sapato, não pode ir de roupa rasgada, aparecendo perna, tem que ter respeito. É religião, entendeu? Então não pode."

Confira fotos das viagens de Paulo pelo país asiático: