Paola Carosella rebate acusações machistas de favorecimento em Masterchef

Redação - O Estado de S.Paulo

Chef argentina foi alvo de críticas após o programa de terça-feira, 24

Jurada do Masterchef Brasil utilizou rede social para rebater comentários.

Jurada do Masterchef Brasil utilizou rede social para rebater comentários. Foto: Tiago Queiroz/ Estadão

Paola Carosella, umas das juradas do MasterChef Brasil, usou sua conta no Twitter para contestar diversas críticas de teor machista.

A chef foi atacada por internautas que lhe acusaram de favorecer o participante Hugo, um dos finalistas desta temporada do programa. "Três homens e eu escolhemos um participante homem como ganhador da prova. Mas, quem de fato levou ele para o mezanino exercendo favoritismo e falta de seriedade fui eu (mulher) porque estou com vontade de dar para ele. Boa noite Brasil. Bom descanso", tuitou.

Hugo foi escolhido como finalista pelos três jurados do programa, Paolla, Erick Jacquin e Henrique Fogaça, e também pelo chef convidado, Pablo Oazen. Entretanto, as críticas surgiram nas redes sociais como se apenas Paolla fosse responsável por tal decisão.

Outra internauta também acusou Paolla de favorecer Maria Antonia, também finalista do programa, por ajudá-la com uma receita. A chef rebateu: "Assistam ao programa, todos ajudamos a todos! É parte da mecânica do 'Masterchef'! Você acha que nós fazemos o que queremos? Assim descaradamente ajudamos a um e não a outro! Quanta paranoia".