Pai de Britney Spears comenta decisão da justiça de afastá-lo da tutela: 'Tribunal errou'

Redação - O Estado de S.Paulo

Jamie Spears fala pela primeira vez desde a audiência, por meio de nota da sua advogada

Documentário denunciou que Jamie Spears usava escutas no quarto de Britney para monitorar filha

Documentário denunciou que Jamie Spears usava escutas no quarto de Britney para monitorar filha Foto: AP

O pai de Britney Spears, Jamie Spears, se pronunciou pela primeira vez desde que foi retirado da tutela judicial com a qual controlava a vida de sua filha há 13 anos. A decisão aconteceu nesta quarta-feira, 29, em um tribunal de Los Angeles.

A suspensão de Jamie Spears tem efeito imediato. Ele será substituído por um tutor provisório "no melhor interesse" de Britney Spears, decidiu a juíza Brenda Penny. “Acredito que a suspensão atende aos melhores interesses do conservador. A situação atual é insustentável", disse a magistrada.

Uma nota emitida pela advogada de Jamie, Vivian Thoreen, e reproduzido pelo site Variety, afirma que foram as decisões do pai da artista que a ajudaram a se "reerguer na carreira e restabelecer um relacionamento com seus filhos".

"O sr. Spears ama sua filha Britney incondicionalmente. Por 13 anos, tentou fazer o que era melhor para ela, como conservador e como pai. Isso começou com a concordância em servir como seu tutor, quando ela voluntariamente escolheu esta opção", diz o texto.

Segundo a advogada, Jamie Spears precisou “morder a língua” para não responder aos “ataques falsos, especulativos e infundados a ele”, que acarretaram no “resultado da audiência de ontem ainda mais decepcionante e, francamente, uma perda para Britney”.

O pai da cantora afirma que a decisão foi um erro do tribunal. “Respeitosamente, o tribunal errou ao suspender o Sr. Spears, e colocar um estranho em seu lugar para administrar a sua propriedade e estender a mesma tutela que Britney implorou ao tribunal para que fosse encerrada”.

A nota alega ainda que foi Jamie quem pediu ao tribunal para encerrar imediatamente a tutela. “Apesar da suspensão, o Sr. Spears continuará a zelar pelos melhores interesses de sua filha e a trabalhar de boa fé para uma resolução positiva de todas as questões”, concluiu Vivian Thoreen.

Leia na íntegra o comunicado da advogada de Jamie Spiers

"Sr. Spears ama sua filha Britney incondicionalmente. Por treze anos, ele tentou fazer o que era melhor para ela, seja como conservador ou como pai. Isso começou com a concordância em servir como seu tutor quando ela voluntariamente optou por esta opção.

Isso incluiu ajudá-la a reviver sua carreira e restabelecer um relacionamento com seus filhos. Quem já tentou ajudar um membro da família a lidar com problemas de saúde mental, pode apreciar a enorme quantidade de preocupação diária e trabalho que isso exige.

Para Spears, isso também significava morder a língua e não responder a todos os ataques falsos, especulativos e infundados a ele por parte de certos membros do público, da mídia ou, mais recentemente, do próprio advogado de Britney. Esses fatos tornam o resultado da audiência de ontem ainda mais decepcionante e, francamente, uma perda para Britney.

Respeitosamente, o tribunal errou ao suspender o Sr. Spears, e colocar um estranho em seu lugar para administrar a sua propriedade e estender a mesma tutela que Britney implorou ao tribunal para que fosse encerrada. Novamente, foi o Sr. Spears quem tomou a iniciativa de arquivar a petição para encerrar a tutela quando nem o ex-advogado de Britney nomeado pelo tribunal, nem seu novo advogado privado fariam isso.

Foi o Sr. Spears quem pediu ao tribunal na audiência de ontem para encerrar imediatamente a tutela, enquanto o atual advogado de Britney argumentou contra ela. Apesar da suspensão, o Sr. Spears continuará a zelar pelos melhores interesses de sua filha e a trabalhar de boa fé para uma resolução positiva de todas as questões.”