Os queridinhos das dietas

Anna Paula Buchalla - O Estado de S.Paulo

Conheça o trio maravilha dos cardápios dos nutricionistas de 2015

Matchá

Foto: Natalie Balestra/Creative Commons

O mais puro dos chás verdes ajuda a perder peso e desintoxica. Trata-se de um pó feito das folhas jovens do chá verde que são secas e trituradas em moinho de pedra. Pode ser usado também em receitas de bolos, sucos e vitaminas. O matchá tem dez vezes mais antioxidantes que o chá verde e por isso faz bem à saúde do coração e previne o envelhecimento. Ele também é termogênico, ou seja, acelera a queima de gordura, e tem cafeína, que ajuda a incrementar o metabolismo e emagrecer. Uma boa dica para quem treina é tomá-lo antes dos exercícios físicos: ele promete aumentar a queima de calorias. A erva também é ótima para melhorar a concentração. Isso graças à L-teanina, um aminoácido com efeitos relaxantes, mas que não influenciam o estado de alerta. Ah, sim, o efeito detox é fruto das altas concentrações de clorofila, que regula o PH sanguíneo e ajuda a varrer as impurezas do sangue. Meia colher de chá do pó é o suficiente para preparar a bebida tradicional, com água quente ou em receitas de sucos.

Bulletproof coffee

Foto: Robert Wallace/Creative Commons

Sucesso nos Estados Unidos, a fórmula que promete perda de peso e melhora das funções cerebrais é um mix de pó de café coado, manteiga e óleo de coco. Para ser tomada no café da manhã, ela emagrece, dá energia e faz bem ao cérebro. O Bulletproof coffee (café a prova de balas) foi criado por um americano do Vale do Silício, nos Estados Unidos. Dave Asprey garante que já conseguiu elevar o seu QI em 20 pontos só com o cafezinho que inventou. Embora o café com manteiga possa ser feito em casa (café orgânico coado, duas colheres de sopa de manteiga e uma colher de sopa de óleo de coco – tudo batido no liquidificador), Asprey defende seu kit original, que pode ser comprado online no site BulletProofExec.com. A ideia por trás do Bulletproof coffee é adaptar o organismo a usar óleo e proteína como fontes de saciedade. Seu poder de emagrecimento estaria na cetose, que acontece quando o organismo começa a usar a gordura em vez de glicose para produzir energia, o que leva à perda de peso na certa.

Açúcar de coco

Foto: Natalie Balestra/Creative Commons

Ele tem a mesma quantidade de calorias que o açúcar refinado, mas graças ao índice glicêmico baixo, o açúcar de coco diminui as chances de estocar gordura. Ele controla os níveis de açúcar no sangue, o que é excelente para o controle de peso e para quem tem diabetes. Ou seja, é bom aliado da balança. Extraído das flores da palma de coco, ele não passa por nenhum processo de refinamento, o que preserva seus minerais originais e vitaminas. Além disso, é rico em vitaminas do complexo B, que ajudam o organismo a utilizar melhor a glicose, as gorduras e os aminoácidos.