Órgão abre processo para investigar sorteio realizado por Sammy Lee

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Influenciadora está sendo processada por jovem que diz ter ganho a promoção, e outras denúncias foram feitas junto ao Secap

Pyong Lee e Sammy Lee

Pyong Lee e Sammy Lee Foto: Instagram / @pyonglee

A Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap), do Ministério da Economia, confirmou para o E+ por meio de nota que abriu um processo administrativo para investigar denúncias de irregularidade em um sorteio realizado pela influenciadora Sammy Lee, mulher do youtuber Pyong Lee.

O sorteio, valendo um carro 0km, havia sido anunciado por Sammy em maio de 2020, e o resultado foi divulgado em 12 de junho. Entretanto, a jovem Tayná Bertoglio, que mora em Tatuí, interior de São Paulo, alega ter sido a verdadeira vencedora do sorteio, e abriu um processo contra a influenciadora e a Quasar Treinamentos, empresa que realizou o sorteio.

Em entrevista para o E+, Tayná comenta que inicialmente o sorteio era em parceria com a empresa Aqui Tem Prêmios, com extração do número vencedor pela Lotomania em 5 de junho e anúncio no dia 7. Sammy acabou rompendo a parceria e realizando o sorteio com a Quasar, mas mudou a data da extração para 12 de junho. 

Os números eram definidos a partir de comentários na publicação do sorteio, com os interessados tendo que curtir a foto e marcando amigos. Segundo Tayná, porém, a foto ficava “indo e voltando” da conta de Sammy. 

Apesar da mudança, a extração no dia 5 acabou ocorrendo e o resultado foi disponibilizado, e Tayná alega que o número sorteado foi o dela. Entretanto, outro número foi sorteado no dia 12, com outra pessoa sendo declarada vencedora, o que segundo a jovem vai contra as normas do Secap.

“Entrei em contato com a Sammy, mandei mensagem no Instagram, fiz algumas postagens marcando ela e ela não se manifestou. Várias pessoas denunciaram, me mandaram mensagem falando que eu era a campeã”, afirma Tayná.

Na ação, aberta por Tayná em 7 de julho, é pleiteado ou envio de um carro da mesma marca do sorteado ou o depósito do valor do carro, R$ 34.990,00. Foi determinado pelo Tribunal de Justiça de Tatuí, na 1ª instância, que a Quasar Treinamentos, intimada no processo, possue 15 dias úteis para apresentar contestação.

Em nota, a Secap informou que havia autorizado a promoção comercial “2020 com Carro Novo”, nome oficial do sorteio, e que decidiu abrir um processo administrativo após receber “várias denúncias a respeito de irregularidades na apuração”. O órgão agora irá “apurar a possibilidade de descumprimento do plano de operação da campanha”.

O E+ entrou em contato com a assessoria de Sammy Lee e da empresa Quasar Treinamentos, mas não recebeu resposta até a publicação da matéria. 

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais