Oprah Winfrey fala sobre compulsão alimentar e luta contra o excesso de peso

Redação - O Estado de S.Paulo

A apresentadora passou por um período de depressão após uma estreia mal-sucedida no cinema

A apresentadora Oprah Winfrey falou sobre sua luta contra o exceso de peso e compulsão alimentar. 

A apresentadora Oprah Winfrey falou sobre sua luta contra o exceso de peso e compulsão alimentar.  Foto: Evan Agostini / AP

Em entrevista à revista Vogue norte-americana deste próximo mês de setembro, a apresentadora e atriz Oprah Winfrey falou sobre a luta contra a depressão que a acometeu no final dos anos 1990. “Eu me lembro exatamente de quando tudo começou, foi na manhã do dia 17 de outubro de 1998”, disse Oprah.

O filme Bem-Amada, com ela como protagonista, havia sido lançado no dia anterior nos Estados Unidos e, apesar de ter sido bem recebido pela crítica, foi um fracasso nas bilheterias. “Eu recebi um telefonema de um representante do estúdio dizendo que estava tudo acabado, que havíamos sido derrotados por Chucky [em referência ao filme A Noiva de Chucky, lançado na mesma semana]. ‘Quem é Chucky? Como assim está tudo acabado?’, eu disse pra ele e não sabia nada como funcionava projeções de bilheterias ou a importância de uma boa estreia para isso”, falou na entrevista.

“Isso era às dez da manhã, então pedi macarrão com queijo como café da manhã. E aí começou a minha queda na depressão e na compulsão com comida para esconder meus sentimentos”, revelou. “Foi só depois de algumas semanas que eu percebi que realmente tinha algo errado comigo, que não estava só triste por conta do fracasso do filme e sim estava emocionalmente arrasada. Comecei a pesquisar sobre depressão e outros temas relacionados para ver o que fazer”.

Oprah finalizou dizendo que saiu dessa depressão ao focar nas coisas positivas da sua vida. “Foi quando aprendi o valor de agradecer pelas coisas que nós temos ao invés de focar naquilo que você não tem”, disse. “Hoje, aos 63 anos, tenho uma mentalidade muito diferente. A preocupação com meu peso, que sempre foi um fardo físico, mental e espiritual, ficou no passado e não passa mais pela minha cabeça”, finalizou.

VEJA TAMBÉM: As frutas mais e menos recomendadas para quem deseja emagrecer.