'O som da Anitta é compatível com o Maroon 5', diz Guilherme Arantes

- O Estado de S.Paulo

Cantor também revelou que compôs a maior parte de suas canções enquanto estava sob efeito de drogas

Guilherme Arantes na casa Terra da Garoa

Guilherme Arantes na casa Terra da Garoa Foto: Marcio Fernandes

O músico Guilherme Arantes vem comemorando seus 40 anos de carreira em 2016, e deu uma entrevista ao Morning Show da Jovem Pan na manhã desta sexta-feira, 11, onde abordou diversos assuntos.

Perguntado sobre o uso de drogas no mundo da música, respondeu: "Me envolvi o suficiente para não ter problemas. A cocaína não serve para compor, já a maconha é altamente positiva e instrospectiva para a criação de letras". O cantor ainda ressaltou que a maioria de suas músicas foram compostas em períodos nos quais estava sob efeito da planta.

"A Anitta faz um pop legal e competente. Eu ouço porque estão fazendo um trabalho com produtores bons, de fora. O som dela é até compatível com o Maroon 5", comentou, elogiando também outros nomes da nova geração como Ludmilla e Tiago Iorc.

Guilherme  criticou programas musicais ao estilo reality show, como o The Voice ou o Ídolos: "O que eu critico é a fórmula de privilegiar a voz. Eu preferia que privilegiassem o talento e que esse mundo dos realitys invada o da composição".