‘O jeito foi matar a personagem’, diz Walcyr Carrasco sobre novela com Marina Ruy Barbosa

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Atriz não cortou os cabelos enquanto atuava em 'Amor À Vida'; autor explicou motivo da mudança no roteiro durante entrevista

Walcyr Carrasco e Marina Ruy Barbosa deram suas versões sobre as mudanças envolvendo a personagem da atriz

Walcyr Carrasco e Marina Ruy Barbosa deram suas versões sobre as mudanças envolvendo a personagem da atriz Foto: Raquel Cunha I Instagram/@marinaruybarbosa

O autor Walcyr Carrasco participou de uma entrevista na terça-feira, 18, e deu mais detalhes sobre as mudanças no enredo envolvendo a personagem da atriz Marina Ruy Barbosa na novela Amor À Vida, de 2013. Após a divulgação da fala de Walcyr, Marina também falou sobre o caso em suas redes sociais.

Durante a exibição da novela, sua personagem acabou morrendo devido a um câncer linfático, uma mudança no roteiro que ocorreu, segundo Walcyr, devido à recusa da atriz em cortar seus cabelos. Após a morte, ela retornou para Amor À Vida como um fantasma.

Walcyr explicou durante live para a Revista Caras que Marina havia concordado, verbalmente, em cortar o cabelo quando aceitou o papel. “Aí ela foi fazendo o papel, a história foi chegando e ela não avisou com tanta antecedência que não ia cortar. Se ela tivesse a certa altura avisado, com muita antecedência, eu teria sabido orientar a história pra outro lugar”, explicou o autor.

Ele destacou que escreve os capítulos com antecedência, e já tinha a novela planejada 30 capítulos à frente: “na minha história o personagem já estava à beira da morte, aí não tinha mais jeito, porque eu teria que desfazer toda a história lá na frente. Eu não fiquei com preguiça, envolve a produção da novela, que já preparou o cenário, chamou os atores”.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por CARAS (@carasbrasil) em

Outra justificativa do autor é que não teria sido realista que a personagem de Marina mantivesse seus cabelos enquanto passava por uma quimioterapia. “Pela descrição que eu tinha dado, o tratamento quimioterápico acabaria com o cabelo, se eu não fizesse ia ser um jogo duro, todo mundo falando. O jeito foi matar a personagem, eu fiquei meio sem pé mesmo”, comentou Walcyr.

“Na época eu fiquei chateado, mas isso não quer dizer que eu não considere a Marina uma boa atriz e que eu não trabalharia com ela de novo, desde que as coisas fossem conversadas antes”, concluiu o autor. 

Marina Ruy Barbosa fala sobre mudanças em Amor À Vida

A atriz Marina Ruy Barbosa também falou sobre o caso após a entrevista de Walcyr. Em algumas publicações no Twitter nesta quinta-feira, 20, ela comentou que "o que tinha sido combinado e dito pra mim sobre a história, sobre a personagem, não foi feito".

Ela destacou que não queria abordar o câncer da personagem com um "sensacionalismo": "só valeria à pena se fosse pra tratar da doença com muito respeito e atenção, e fazer uma ação social sobre câncer linfático". 

"Após uma longa conversa com a direção da emissora da época, chegamos juntos a essa conclusão, de que não fazia sentido [cortar o cabelo] pela forma como tudo estava sendo tratado", explicou a atriz. Marina destacou que admirou sua coragem "de questionar, me arriscar e enfrentar" os comentários sobre sua decisão, e concluiu dizendo que possui "total respeito e admiração pelo trabalho do Walcyr".

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais