O fenômeno das modelos grisalhas

Gabriela Carelli - O Estado de S.Paulo

Sucesso nas redes sociais, na publicidade e nas ruas, os fios naturais são uma tendência sem volta

As primeiras a desafiarem o padrão “alta, magra e jovem” de beleza foram as plus size. As gordinhas entraram em cena no final da década passada, invadindo os anúncios e os editoriais, provando que existe, sim, beleza acima dos 50 quilos e abaixo do 1,80 metro. Agora, é a vez das mulheres grisalhas mostrarem seu valor. Assumidamente mais velhas, absolutamente lindas, com rugas e madeixas de infinitos tons de cinza e branco, elas fervem nas redes sociais e na publicidade. Aparecem chiquérrimas em páginas do Facebook, Pinterest e Instagram e são referência para uma geração de mulheres que quer envelhecer de uma maneira mais natural. São as top silver.

A Lóreal Paris acaba de anunciar Helen Mirren, de 69 anos, como o novo rosto da marca

A Lóreal Paris acaba de anunciar Helen Mirren, de 69 anos, como o novo rosto da marca Foto: Reuters

Algumas delas,desconhecidas até pouco tempo, tornaram-se modelos disputadas depois de certa idade, como a americana Roxanne Gould, 55 anos, e a francesa Yasmina Rossi, de 58. Ou Cindy Joseph, de 63, a mais conhecida do casting internacional de grisalhas. Ela ficou tão famosa que foi convidada a palestrar sobre a mudanças no comportamento feminino frente a uma sociedade mais cinza em um dos TED, as conferências sobre inovações na tecnologia, ciência e estilo de vida que acontecem ao redor do mundo, em outubro. Outras mulheres de cabelos brancos reverenciadas em blogs e redes sociais são figuras de destaque na moda, como a estilista e empresária americana Linda Rodin, de 65  anos, hoje à frente de uma badalada marcas de cosméticos que leva o seu nome. Até mesmo quem não passou dos 40 assumiu os brancos, caso de Sarah Harris, editora de moda da edição inglesa da revista Vogue.

Será o branco o novo loiro? A gigante Lóreal Paris acaba de anunciar a atriz Helen Mirren, de 69 anos, como o novo rosto da marca. A disseminação dos cabelos brancos e grisalhos na publicidade, na moda e nas redes sociais representam a aceitação de um fato: o mundo está cada vez mais velho - e por mais que se cultue a juventude, as pessoas buscam seus iguais para representá-las. Por isso, é cada vez mais comum ver mulheres mais velhas, e muito bem cuidadas, desfilarem com seus cabelos ao natural nas ruas de Paris, Londres e Nova York. No Brasil, o fenômeno ainda está começando, mas veio para ficar.  “Os brancos são uma tendência sem volta”, diz cabeleireiro Wanderley Nunes, dono do Studio W, em São Paulo. Mas o visual ainda não é unanimidade. “É preciso ter atitude, personalidade e estilo para abdicar da tintura”, diz Wanderley. Ele recomenda cabelos assim só para quem tem mais de 50 anos. “Antes disso, envelhece”, opina o expert. E então? Vai encarar?