Nick Carter diz que irmão Aaron tem intenções de matar sua mulher grávida

Redação - O Estado de S.Paulo

Músico do Backstreet Boys entrou com ordem judicial de restrição contra o homem para proteger sua família

Os irmãos Nick e Aaron Carter.

Os irmãos Nick e Aaron Carter. Foto: Instagram / @nickcarter

Nick Carter, do Backstreet Boys, obteve uma medida protetiva contra seu irmão Aaron Carter na terça-feira, 17. Ele alega que tomou essa iniciativa com sua irmã, Angel Carter, após comentários violentos do artista. 

"À luz do comportamento cada vez mais alarmante de Aaron e de sua recente confissão de que ele abriga pensamentos e intenções de matar minha esposa grávida e o filho ainda por nascer, fomos deixados sem escolha a não ser tomar todas as medidas possíveis para proteger a nós mesmos e nossa família", escreveu no Twitter.

Aaron Carter foi diagnosticado recentemente com ansiedade, bipolaridade e esquizofrinia, o que levou Nick Carter a usar as hashtags #SaúdeMental e #ControledeArmasJá na declaração que divulgou. "Nós amamos nosso irmão e  esperamos, de verdade, que ele receba o tratamento adequado que precisa antes de se ferir ou ferir a qualquer pessoas", completou.

Aaron Carter confessou recentemente que usa drogas, incluindo calmantes, para amenizar seus problemas mentais. Como retaliação, ele comentou a atitude do irmão nas redes sociais, negando desejar o mal de sua família. O cantor disse ainda que não vê Nick Carter há quatro anos e não pretende reencontrá-lo.

"Estou impressionado com as acusações feitas contra mim e não desejo mal a ninguém, especialmente à minha família", alegou no Twitter. 

"Tudo o que peço é que minha família me deixe em paz. Isso é sangue. Não é amor. Eu nunca estarei perto de você e nem quero estar. Fui eu quem disse que já chega, e você faz isso comigo!? Está bem. Pare de tentar me convencer antes de eu mesmo te processar por abuso, porque tenho dinheiro. Tudo entre nós acaba por aqui", postou.

Em outro momento, Aaron Carter disse, ironicamente, que emprestou US$ 100 mil (R$ 410 mil, na cotação atual) para ajudar Nick quando o irmão "estava quase falindo", e a ordem de medida protetiva foi a forma que ele encontrou de "agradecer".

Leia abaixo as declarações de Aaron Carter sobre o caso: