Natalie Portman se recusa a receber prêmio de R$ 6,8 milhões em Israel

Redação* - O Estado de S.Paulo

A atriz está protestando contra a atuação das forças militares israelenses em Gaza

A atriz Natalie Portman se recusou a receber um prêmio milionário em Israel como protesto pela morte de palestinos em confrontos contra forças militares israelenses

A atriz Natalie Portman se recusou a receber um prêmio milionário em Israel como protesto pela morte de palestinos em confrontos contra forças militares israelenses Foto: Mario Anzuoni/Reuters

*Atualizado às 20h10 do dia 20/04/2018, incluindo declarações posteriores feitas pela atriz.

A atriz Natalie Portman se recusou a participar de uma cerimônia em Israel para receber um prêmio de US$ 2 milhões (cerca de R$ 6,8 milhões) devido a "eventos recentes" no país, disseram os organizadores do Genesis Prize, anunciando o cancelamento da solenidade.

Segundo a organização do prêmio, representantes da atriz enviaram uma nota dizendo que ela não poderia participar do evento porque “eventos recentes em Israel foram extremamente perturbadores para ela, e ela não se sente à vontade para participar de qualquer evento público em Israel", segundo a agência Reuters.

Apesar de não dar mais detalhes da sua decisão, Portman é crítica ao governo do atual primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e pode ter boicotado o evento devido à morte de pelo menos 16 palestinos em confrontos com soldados israelenses em Gaza no final de março.

Oren Hazan, membro do partido governista no Parlamento de Israel, usou o Twitter para criticar a decisão da atriz e sugeriu que sua nacionalidade israelense deveria ser revogada por conta disto. Portman, cujo nome verdadeiro é Neta-Lee Hershlag, tem dupla cidadania com Israel e Estados Unidos por conta do seu pai.

Criado em 2013, o Genesis Prize é entregue anualmente em uma cerimônia em Jerusalém para judeus que se destacam nos seus campos de atuação. O ator Michael Douglas e o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg são algumas das pessoas que já receberam o prêmio.

Posteriormente, a atriz se pronunciou também por meio de seu Instagram: "Minha decisão de não comparecer ao Genesis Prize foi mal interpretada por outros. Deixem-me falar por mim mesma. Eu escolhi não comparecer porque eu não queria aparecer como endossadora de Benjamin Netanyahu, que estava dando um discurso na cerimônia. Na mesma moeda, eu não sou parte do movimento BDS e não o endosso".

Pouco depois, complementou: "Por favor, não tomem quaisquer palavras que não venham diretamente de mim como minhas."

Confira a íntegra (em inglês) na publicação abaixo.

 

*Com informações da agência Reuters