'Não foi o primeiro e com certeza não será o último assédio', diz Luana Piovani 

Redação - O Estado de S.Paulo

Em seu canal do YouTube, a atriz citou outros casos além de José Mayer, ressaltando Kadu Moliterno

Atriz também falou sobre o goleiro Bruno e Garrincha

Atriz também falou sobre o goleiro Bruno e Garrincha Foto: Iara Morselli/Estadão

Em seu canal do YouTube, Luana Piovani comentou o caso de assédio sofrido por uma figurinista da Globo por José Mayer. No vídeo, postado na última segunda-feira, 3, a atriz afirmou que não foi a primeira e não será a última situação. "O que eu acho genial, é que ela rompeu o silêncio", opinou. 

Luana citou outros casos emblemáticos, mais ligados à violência. "Garrincha enchia Elza Soares de porrada, e ele é lembrado como um herói aqui no Brasil", exemplificou, e também falou sobre o goleiro Bruno.  

A atriz discorreu sobre Kadu Moliterno, "que já foi meu par romântico, bateu na mulher, ela saiu na capa da Veja, escrito 'não foi a primeira vez'". Em 2006, ele foi acusado de bater na ex-esposa, Ingrid Saldanha. Na época, o ator divulgou uma nota assumindo que errou e pediu perdão. "Não sou de condenação, ele continuou trabalhando, fazendo novela, posando com as novas namoradas", disse Luana.