Naldo é condenado a 4 meses de reclusão por agressão a Ellen Cardoso

Redação - O Estado de S.Paulo

A pena, porém, foi suspensa por dois anos e ele deverá comunicar suas atividades mensalmente e não poderá se ausentar do Rio por mais de 30 dias

Naldo Benny e Ellen Cardoso.

Naldo Benny e Ellen Cardoso. Foto: Instagram/@moranguinhoreal

Em dezembro, Naldo Benny foi acusado de agressão contra Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, com quem era casado. Agora, ele foi condenado pela Justiça a quatro meses de detenção.

Na decisão, a juíza Ana Paula Delduque Migueis Laviola de Freitas justifica que o laudo pericial confirmou a veracidade dos fatos narrados na denúnica pela víitma e que Naldo violou o artigo 129, caput 9, que trata sobre violência doméstica e prevê pena de três meses de detenção, e do artigo 147, que trata sobre ameaça e prevê 1 a 6 meses de prisão ou pagamento de multa.

A pena foi fixada em quatro meses de reclusão. Entretanto, por ele ser réu primário e por sua pena ser inferior a dois anos, para evitar maior lotação do sistema prisional, a execução da pena foi suspensa e Naldo deverá, por dois anos, comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades e não poderá se ausentar de sua cidade por mais de 30 dias sem prévia autorização judicial.

Ele ainda terá de participar de grupo para homens em situações de violência doméstica e familiar contra a mulher. A defesa de Naldo não apresentou interesse em recorrer à decisão. 

Na época da agressão, Naldo foi detido e pôde aguardar o processo em liberdade após pagar fiança