Mulheres mais velhas: as novas queridinhas das grifes internacionais

Gabriela Carelli - O Estado de S.Paulo

Joni Mitchell e Joan Didion são as new faces das Saint Laurent e Céline; Versace e Givenchy também apostam em mulheres maduras como Madonna e Julia Roberts

As mulheres mais velhas estão – definitivamente - na moda. Um bom termômetro dessa tendência são as campanhas das grandes grifes internacionais. Até pouco tempo protagonizadas exclusivamente por jovens beldades, hoje elas são estreladas por mulheres maduras, belas e cheias de personalidade – de 40 , 50, 70, 80 anos.

Na semana passada, Saint Laurent e Celine anunciaram os seus novos rostos para este ano: as nem tão novas Joni Mitchell, de 71 anos, cantora, e Joan Didion, de 80, escritora. Joni Mitchell, a canadense que virou lenda do folk dos anos 60 e 70, foi clicada pelo diretor criativo da Saint Laurent, Hedi Slimane, em sua casa em Bel Air, Califórnia, usando capa, chapéu e túnica da marca. Já Didion, autora de “O Ano do Pensamento Mágico”, posou para o fotógrafo alemão Juergen Teller usando roupas e óculos pretos.

Outras maduras já haviam sido anunciadas pelas grifes para representá-las. Quem estrela a nova campanha de verão da Versace é Madonna, de 56 anos. A sempre pretty woman Julia Roberts, de 47, é a cara da coleção de primavera da Givenchy. Três senhoras desconhecidas foram eleitas para encher de charme os anúncios da Dolce & Gabanna.

No ano passado, outras maduras agitaram a cena fashion: a chiquérrima Helen Mirren, de 69 anos, foi leita o rosto da L’óreal Paris, Jessica Lange, 64, brilhou na campanha da Marc Jacobs Beauty. Sinal dos novos (velhos) tempos.