Movimento 'Vai Ter Gorda' realiza ensaio fotográfico em ação contra a gordofobia

Sofia Hermoso - Especial para o Estadão

Com o objetivo de dar visibilidade às mulheres gordas sobreviventes da Covid-19, o ensaio 'La Mare' foi realizado em Salvador

Cerca de 15 mulheres estiveram presentes na ação contra a gordofobia e dez participaram do ensaio fotográfico 'La Mare'.

Cerca de 15 mulheres estiveram presentes na ação contra a gordofobia e dez participaram do ensaio fotográfico 'La Mare'. Foto: Paulo Arcanjo

Integrantes do movimento Vai Ter Gorda se reuniram no domingo, 13, na Ponta do Humaitá, em Salvador (BA), para uma ação de combate à gordofobia. O objetivo principal do evento foi realizar um ensaio fotográfico com mulheres gordas que conseguiram se recuperar da Covid-19.

Ao Estadão, a coordenadora nacional do Vai Ter Gorda, Adriana Santos, afirmou: "A gente retomou nossas atividades com foco nas ações do mês de março, para homenagear as mulheres pela passagem do 8 de março [Dia Internacional da Mulher] e também com o objetivo de protestar contra a gordofobia."

O ato contou com cerca de 15 mulheres entre ativistas baianas e pernambucanas. De acordo com Adriana, Bahia e Pernambuco são alguns dos principais estados que lutam contra a gordofobia "dentro da questão política, de um espaço de poder, para que haja mais acesso e mais direitos para as pessoas gordas."

Ainda segundo Adriana, dez mulheres participaram do ensaio chamado La Mare, que também teve o objetivo de lançar coleções de marcas de moda plus size e moda praia da Bahia e de Pernambuco.

Mulheres gordas baianas e pernambucanas recuperadas da Covid-19 se uniram em ação em Salvador (BA).

Mulheres gordas baianas e pernambucanas recuperadas da Covid-19 se uniram em ação em Salvador (BA). Foto: Paulo Arcanjo