Morre aos 38 anos o homem mais alto dos Estados Unidos

Agências - AFP

Americano de origem ucraniana, Igor Vovkovinskiy, com 2,35 metros, sofria de um tumor que desencadeou uma produção excessiva de hormônios de crescimento

Igor Vovkovinskiy, o homem mais alto dos Estados Unidos, com 2,35 metros, morreu de uma doença cardíaca aos 38 anos de idade.

Igor Vovkovinskiy, o homem mais alto dos Estados Unidos, com 2,35 metros, morreu de uma doença cardíaca aos 38 anos de idade. Foto: AP Photo/Nati Harnik/file

 

WASHINGTON, EUA - O homem mais alto dos Estados Unidos, com 2,35 metros, morreu na sexta-feira de uma doença cardíaca aos 38 anos de idade, no estado de Minnesota, anunciou sua mãe no Facebook.

Americano de origem ucraniana, Igor Vovkovinskiy sofria de um tumor que desencadeou uma produção excessiva de hormônios de crescimento.

Isso levou sua família a se estabelecer, já na infância, em Rochester, cidade do norte dos Estados Unidos conhecida por seus bons centros de saúde.

Já alto para sua idade, o "pequeno" Igor continuou a crescer, apesar do tratamento, até alcançar uma altura recorde nos Estados Unidos, certificada pela equipe do Livro dos Recordes Guinness quando ele tinha 27 anos.

Durante a edição de 2013 do Festival Eurovisão da Canção, Igor Vovkovinskiy carregou para o palco a cantora que representou a Ucrânia. Antes, teve um momento de fama em 2009, quando Barack Obama percebeu sua presença durante um comício.

O homem, vestindo uma camiseta que dizia "O maior apoiador de Obama do mundo" e sobressaindo-se na multidão de apoiadores reunidos, trocou um aperto de mão com o então presidente democrata.

 

Igor Vovkovinskiy teve um momento de fama em 2009, quando Barack Obama percebeu sua presença durante um comício.

Igor Vovkovinskiy teve um momento de fama em 2009, quando Barack Obama percebeu sua presença durante um comício. Foto: AP Photo/Haraz N. Ghanbari, File

Segundo o Guinness, o homem mais alto do mundo é atualmente o sultão turco Kösen, com 2,51 metros.

O homem mais alto da história moderna foi um americano, Robert Wadlow, que atingiu a altura de 2,72 m. Ele também sofria de uma produção anormalmente alta de hormônios de crescimento e morreu em 1940 com apenas 22 anos.