Miley Cyrus testa positivo para covid-19 após turnê: 'Valeu a pena'

Redação - O Estado de S.Paulo

Cantora fez shows pela América Latina e passou recentemente pelo Brasil no Lollapalooza

A americana Miley Cyrus, de 29 anos, encerrou a segunda noite do Lollapalooza

A americana Miley Cyrus, de 29 anos, encerrou a segunda noite do Lollapalooza Foto: Taba Benedicto/Estadão

Mesmo que a pandemia de coronavírus tenha arrefecido em boa parte do mundo, as chances de contrair o vírus ainda existem. E foi o que aconteceu com Miley Cyrus, que falou do diagnóstico nesta sexta-feira, 1º.

"Viajando ao redor do mundo, cantando para mais de 100 mil pessoas por noite e encontrando centenas de fãs por dia, as chances de contrair covid são bem altas. Estou com covid agora, mas definitivametne valeu a pena", escreveu a cantora no Twitter.

Ela fez shows pela América Latina, passando por Colômbia, Argentina e Chile, e se apresentou recentemente no Lollapalooza, em que recebeu Anitta no palco para, juntas, cantar Boys Don't Cry.

A artista disse que está se sentindo bem, mas lamentou não poder participar de evento do Janie's Fund, iniciativa filantrópica criada por Steven Tyler em parceria com Youth Villages para acolher meninas vítimas de abuso e negligência.

"Desculpe Steven! Teremos que Walk This Way outra vez", disse Miley, referindo-se a uma música da banda Aerosmith, de que Tyler é vocalista.