Michelle Obama lê frases que não poderia dizer quando era primeira-dama

Redação - O Estado de S.Paulo

Em brincadeira, ela 'revela' que nunca comeu um vegetal e usava senha de outra pessoa para acessar a Netflix

Michelle Obama lançou livro de memórias em que fala mais sobre si e a vida como primeira-dama.

Michelle Obama lançou livro de memórias em que fala mais sobre si e a vida como primeira-dama. Foto: Pablo Martinez Monsivais/AP

Michelle Obama lançou seu livro de mémórias Becoming esta semana, no qual revelou um pouco mais sobre sua vida pessoal, incluindo o tempo como primeira-dama. Nesta quinta-feira, 15, ela foi convidada pelo apresentador Jimmy Kimmel a falar ainda mais ao ler algumas piadas escritas por ele.

O âncora do programa Jimmy Kimmel Live! comentou que, quando Michelle era primeira-dama, ela tinha de tomar cuidado com o que dizia devido à posição que ocupava.

"Agora, você pode se soltar e dizer qualquer coisa, certo?", perguntou Kimmel, ao que Michelle respondeu com um "sim" hesitante.

O apresentador explicou, então, que a premissa da brincadeira era ler algumas frases sobre coisas que ela não poderia dizer enquanto era primeira-dama.

Embora demonstrasse algum receio com o que estaria por vir, ela entrou no jogo. "Nunca comi um vegetal", leu na primeira sentença. A frase provoca surpresa porque Michelle cuidava de um jardim quando morava na Casa Branca e fez vídeos nos quais incentivava crianças a comer mais vegetais. "Isso não é verdade", replicou sobre a 'declaração' inicial.

A frase seguinte brincou com o contrato de vários anos entre os Obamas e a Netflix. "Durante os oito anos em que estivemos na Casa Branca, usamos a senha de Laura Brush para acessar a Netflix", leu Michelle e, em brincadeira, pediu desculpas a também ex-primeira-dama dos Estados Unidos.

Assista abaixo, em inglês, aos momentos 'reveladores' de Michelle: