Michael Bublé diz que quase parou de cantar após câncer do filho

Redação - O Estado de S.Paulo

Cantor lembra que viveu "o inferno após diagnóstico da doença no filho mais velho, Noah

Michael Bublé no palco durante o Juno Awards 2018 em Vancouver, no Canadá, no início deste ano. O cantor revelou que quase desistiu da música após o diagnóstico de câncer do filho mais velho, Noah. 

Michael Bublé no palco durante o Juno Awards 2018 em Vancouver, no Canadá, no início deste ano. O cantor revelou que quase desistiu da música após o diagnóstico de câncer do filho mais velho, Noah.  Foto: REUTERS/Kevin Light

Michael Bublé abriu o coração e disse que quase desistiu da música para sempre após seu filho mais novo, Noah, ter sido diagnosticado com câncer de fígado, em 2016, aos três anos de idade. 

O cantor falou ao jornal australiano Herald Sun e disse que viveu "o inferno" naquela situação. Ele e a esposa, a atriz argentina Luisana Lopilato, ainda são pais de Elias, de dois anos. O casal espera seu terceiro filho.

"Eu realmente pensei que nunca voltaria para a música", disse ao jornal. "Família é o que importa. A saúde dos meus filhos é prioridade número um", afirmou.

Michael Bublé e a esposa, a atriz argentina Luisana Lopilato, com os filhos Noah e Elias. Eles esperam o terceiro bebê. 

Michael Bublé e a esposa, a atriz argentina Luisana Lopilato, com os filhos Noah e Elias. Eles esperam o terceiro bebê.  Foto: Instagram / @michaelbuble

Após o diagnóstico, tanto Bublé como Luisana pausaram suas carreiras para focar exclusivamente no tratamento e na recuperação de Noah. Felizmente, o menino, hoje com quatro anos, já está recuperado. 

Na época do tratamento, a irmã de Luisana, Daniela Lopilato, disse em entrevista que o menino era "um guerreiro". "Câncer é uma doença horrível, mas temos fé que ele vai superar isso", falou.