Michael B. Jordan promete adotar a cláusula de inclusão em seus próximos filmes

Redação - O Estado de S.Paulo

'Tenho sido privilegiado por trabalhar com mulheres poderosas e pessoas negras durante minha carreira', disse o ator

Michael B. Jordan. 

Michael B. Jordan.  Foto: Willy Sanjuan/AP

Na cerimônia do Oscar no último domingo, 4, Frances McDormand ganhou o prêmio de Melhor Atriz por seu papel em Três Anúncios para um Crime e, em seu discurso, ressaltou a importância da cláusula de inclusão no cinema. Agora, Michael B. Jordan, que protagoniza Pantera Negra, se comprometeu com essa iniciativa.

"Em apoio às mulheres e homens que estão liderando essa luta, eu vou adotar a Cláusula de Inclusão para todos os projetos produzidos pela minha companhia Outlier Society", falou ele em uma publicação no Instagram. Essa cláusula é um conceito cunhado pela professora Stacy Smith, da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos.

"Eu tenho sido privilegiado por trabalhar com mulheres poderosas e pessoas negras durante a minha carreira e é a missão da Outlier continuar a dar oportunidade a pessoas talentosas irem em frente", concluiu o ator.

Em sua biografia na rede social, ele ainda incluiu o link para o estudo da Iniciativa de Inclusão Annemberg, no site oficial da universidade.