'Meu coração quase parou', diz irmão do ex-BBB Rodrigo Mussi sobre tentativa de golpe

Beatriz França - Especial para o Estadão

Diogo Mussi recebeu mensagem de golpistas se passando por médico do Hospital das Clínicas e pedindo R$ 7 mil. Em nota, o HC esclareceu que 'não solicita depósitos'

Irmão de Rodrigo Mussi, Diogo Mussi denuncia tentativa de golpe de falso médico.

Irmão de Rodrigo Mussi, Diogo Mussi denuncia tentativa de golpe de falso médico. Foto: Instagram/@diogomussi1 e @rodrigo.mussi

*Matéria atualizada às 19h54

Na tarde desta terça-feira, 5, Diogo Mussi, irmão do ex-BBB Rodrigo Mussi, divulgou em seus Stories uma mensagem que recebeu. Se passando por um médico do Hospital das Clínicas, onde Rodrigo está internado e recebendo os devidos tratamentos, golpistas viram a oportunidade de tentar tirar dinheiro da família de Mussi.

"Tentaram se passar por um médio do HC. Me pediu R$ 7 mil para que meu irmão tivesse remédios que não possuem no HC. O pior é se passar por um médico do HC, dando informação sobre a gravidade do estado de saúde do Rod. Meu coração quase parou. Já passei tudo para a polícia", escreveu Diogo Mussi nos Stories.

A pessoa que tentou se passar pelo médico do Hospital das Clínicas, provavelmente usou foto de outra pessoa, mas Diogo quis deixar essa informação clara em um outro story: "Pessoal, só uma observação importante, apesar de muita gente já saber, o golpista não é a pessoa da foto. Provavelmente, pegou a foto de algum lugar. Se alguém conhecer a pessoa da foto, por favor, avise".

Em seu perfil no Instagram, Diogo Mussi compartilha perfil do WhatsApp que tentou aplicar golpe se passando por médico do Hospital das Clínicas.

Em seu perfil no Instagram, Diogo Mussi compartilha perfil do WhatsApp que tentou aplicar golpe se passando por médico do Hospital das Clínicas. Foto: Instagram/Stories/@diogomussi1

Diogo tem usado seu perfil para divulgar informações sobre o estado de saúde de Rodrigo Mussi. Nesta terça, 5, nenhum boletim médico foi divulgado.

Lembrando que o ex-BBB sofreu um acidente na madrugada da última quinta-feira, 31, quando o carro que estava bateu na traseira de um caminhão. O motorista de aplicativo prestou depoimento na polícia nesta terça, 5, e está sendo investigado por suspeita de lesão corporal culposa na direção.

Em nota enviada para o Estadão, a assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas esclareceu que é "um hospital público e que não solicita depósitos para realização de procedimentos ou para aquisição de medicamentos de pacientes em tratamento no complexo".

"Se qualquer paciente ou familiar receber uma ligação desta natureza, a orientação, que está disponível no site e nos canais telefônicos do complexo, é não fazer o depósito e reportar imediatamente o caso para a Central de Monitoramento e Segurança do HC pelo número (11) 2661-7050. O HCFMUSP informa ainda que, até o momento, não foi identificado nenhum profissional do seu corpo clínico a partir das informações postadas nas redes sociais da família do paciente", concluiu a assessoria.