MC Diguinho se manifesta sobre música e diz que não é machista porque mora com mãe e irmãs

Redação - O Estado de S.Paulo

O artista prometeu uma versão 'light' do funk 'Só Surubinha de Leve'; clipe será lançado nesta quinta-feira, 18, já com a letra modificada

MC Diguinho canta a música 'Só Surubinha de Leve', que incita fazer sexo com mulheres embriagadas e abandoná-las na rua. 

MC Diguinho canta a música 'Só Surubinha de Leve', que incita fazer sexo com mulheres embriagadas e abandoná-las na rua.  Foto: Instagram/@mcdiguinho

Na última quarta-feira, 17, a música Só Surubinha de Leve, do MC Diguinho, foi excluída do Spotify após dezenas de denúncias apontando que a letra faz apologia ao estupro. A faixa, que tem trechos como "Taca a bebida/ Depois taca a pica/ E abandona na rua", também foi deletada do YouTube e o clipe, que seria lançado no mesmo dia, não entrou na plataforma. Horas depois, o funkeiro se pronunciou sobre o caso.

Em uma publicação no Instagram de Diguinho, um comunicado feito por sua assessoria de imprensa diz: "MC Diguinho reconhece o conflito de informações devido a toda a repercussão. O mesmo informa que em sua residência mora com a mãe, irmãs e sobrinha. Jamais iria 'denegrir'  a honra e moral das mulheres. Em respeito a tudo isso, a música será lançada na versão light. Sem mais". 

Procurada pelo E+, a assessoria do funkeiro informou que o clipe será lançado nesta quinta-feira, às 20h, já com a letra modificada. O funkeiro entrou em estúdio na madrugada para gravar a nova letra, que ainda não foi divulgada. Ainda de acordo com a assessoria, é a nova versão de Surubinha de Leve que será oferecida às plataformas de streaming e às rádios e também será tocada nos shows do artista. 

 

#Esclarecimento

Uma publicação compartilhada por MC Diguinho Oficial (@mcdiguinho) em

 

VÍDEO: Músicas de violência