Matt Damon pede mais atenção a homens que não são predadores sexuais

Redação - O Estado de S. Paulo

Na semana passada, ator afirmou que há diferentes níveis de assédio e abuso, que devem ser tratados de formas distintas

O ator Matt Damon.

O ator Matt Damon. Foto: AFP / Tiziana FABI

Em meio a acusações de assédio sexual correndo soltas em Hollywood, o ator Matt Damon declarou à revista Business Insider, na última segunda-feira, 18, que as pessoas deveriam estar prestando mais atenção aos homens que não são predadores sexuais.

“Estamos neste momento importante, e é ótimo, mas eu acho que uma coisa que não está sendo falada é que tem um monte de caras — a maioria dos homens com quem eu trabalhei — que não fazem este tipo de coisa e cujas vidas não vão ser afetadas”, afirmou ele.

Na semana passada, Damon já havia feito outra afirmação polêmica sobre os casos de assédio. Em entrevista ao programa Popcorn da emissora ABC News, ele defendeu que acusações de assédio sexual em diferentes 'escalas' deveriam ser tratadas de maneira distinta, assim como acusações de estupro.

“Tem uma diferença de dar uma palmada na bunda de alguém e estuprar ou molestar uma criança, certo?”, disse. “Ambos os comportamentos precisam ser erradicados, mas não associados, certo?” Após a declaração, Damon recebeu críticas da atriz Minnie Driver, que afirmou ao The Guardian que homens não podem “falar a mulheres sobre o abuso que elas sofrem” e que não são “capazes de entender o que é assédio em uma escala diária”.