Maternidade recebe reclamações após Giovanna Ewbank divulgar foto do filho

Gabriela Marçal - O Estado de S.Paulo

Mulheres alegam que as imagens do bebê da atriz com Bruno Gagliasso foram feitas por um fotógrafo, descumprindo regra que tem proibido a entrada do profissional por causa da pandemia de coronavírus

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank tiveram recentemente o terceiro filho, Zyan

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank tiveram recentemente o terceiro filho, Zyan Foto: Reprodução Instagram/ @gioewbank

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso divulgaram pela primeira vez uma foto do filho recém nascido nesta sexta-feira, 10, no Instagram. Os atores postaram dois registros fotográficos, em um deles aparecem juntos sorrindo e no outro a mamãe aparece com o bebê. Os artistas receberam muito carinho e elogios dos amigos e dos fãs. No entanto, após a divulgação os perfis nas redes sociais da Maternidade Perinatal receberam muitas reclamações de mulheres que alegam que as imagens foram feitas por um fotógrafo descumprindo a regra que proíbe a entrada do profissional durante a pandemia do novo coronavírus.

Internautas relatam que a instituição médica não permitiu que elas contassem com o serviço fotográfico durante o nascimento dos filhos justificando medidas para evitar a propagação da covid-19, porém abriram exceção para o casal de atores. 

"Absurdo! Eu liguei dias antes do meu parto, para me certificar se já estava liberado e a reposta que tive foi: não, devido a pandemia! Expliquei que seria minha irmã fotógrafa, que mora comigo, iria fazer as fotos e mesmo assim não liberaram. Meu marido, o acompanhante, que teve fazer as fotos no calor da emoção. E agora isso? Desrespeito!", comentou Pamella Bastos no Instagram da maternidade.

"Absurdo vocês não permitirem fotógrafa para partos de anônimas e para “subcelebridades” e “globais” a regra ser outra! Gostaria de registrar minha total decepção com essa maternidade que sempre foi referência, dois dias antes do nascimento do Zyan a minha sobrinha nasceu na mesma unidade da Perinatal e até o último minuto tentamos a autorização de fotógrafa no parto e nos foi negado! Muito triste saber desse tratamento diferenciado para os “famosos”! Não foi permitido o registro de um momento tão único apenas por ser uma anônima! Espero sinceramente que revejam os conceitos dessa, antes, porém não mais, admirada maternidade!", escreveu Mariana Piñeiro no Facebook do estabelecimento.

A maternidade publicou um story no Instagram sobre a repercussão do caso: "A Perinatal informa que sua política atual de não autorizar a presença de fotógrafos na sala de parto está mantida. Um gestor de uma de nossas unidades abriu uma exceção e autorizou a entrada de um fotógrafo que apresentou um teste negativo para covid-19, o que está em desacordo com o nosso protocolo. O referido fato está sendo apurado para adoção das devidas medidas disciplinares".

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso não comentaram em suas redes sociais o assunto.