Mãe de ator supostamente abusado por Charlie Sheen diz que filho foi violentado por outro homem

Redação - O Estado de S. Paulo

Ator Cory Haim, que morreu em 2010, teria sido estuprado por Sheen quando tinha 13 anos

O ator Charlie Sheen

O ator Charlie Sheen Foto: Dylan Martinez / Reuters

Judy Haim, mãe de Cory Haim, ator que foi apontado como vítima de abuso sexual de Charlie Sheen e morto em 2010, afirmou em entrevista ao programa Dr Oz, da Fox, que acredita que as alegações não sejam verdadeiras.

O site National Enquirer reportou na última quarta-feira, 10, que Sheen teria estuprado Haim durante gravações do filme Lucas, no qual contracenaram, lançado em 1986. Haim tinha 13 anos à época. “Eu saberia se tivesse alguma coisa errada. Meu filho não teve nada, ele era transparente. Ele nunca escondeu nada”, disse ela. Também na quarta, um representante de Sheen disse que o ator “nega categoricamente estas alegações”.

No vídeo, publicado no perfil do Twitter da exibição, ela diz, no entanto, que um outro homem abusou de seu filho. O nome do abusador, porém, é cortado do vídeo por um sinal. “Eu tenho que te dizer, que este cara (não audível) é o cara que abusou de meu filho”, diz ela. A entrevista completa vai ao ar nesta sexta-feira, 10.

Confira a declaração de Judy: