Mãe aos 50, Naomi Campbell mostra bebê pela primeira vez em capa da 'Vogue'

Laila Nery - O Estado de S.Paulo

Supermodelo refuta rumores de adoção e fala sobre o sonho da maternidade

A modelo britânica Naomi Campbell e a filha 

A modelo britânica Naomi Campbell e a filha  Foto: Instagram/@naomi

Em maio de 2021, Naomi Campbell surpreendeu o mundo com uma foto nas redes sociais, onde revelou que havia se tornado mãe. Após nove meses do nascimento de sua primeira filha, a modelo britânica decidiu contar um pouco mais da experiência e estampar a capa da Vogue com a garota, onde Naomi também revelou que todos os detalhes sobre a gravidez serão revelados em seu livro.

Em entrevista, a modelo revelou estar vivendo o melhor momento da sua vida, um momento que ela planejou muito e só dividiu com as pessoas mais próximas. “Sempre soube que um dia seria mãe, mas é a maior alegria que eu poderia imaginar. Tenho sorte de tê-la e sei disso.” 

Todo o planejamento da maternidade foi intencionalmente mantido em sigilo. “Posso contar nos dedos o número de pessoas que sabiam que eu a estava tendo”, contou. Entre essas pessoas, as modelos Cindy Crawford, Linda Evangelista e Christy Turlington — alguns dos maiores nomes da indústria da moda nos anos 90. 

Apesar do status de supermodelo, Naomi se mostra uma mãe comum, que acompanha cada pequeno passo da garotinha e demonstra preocupações como qualquer outra mãe negra que conhece o racismo e precisará adotar uma educação antirracista dentro de casa. 

“Ela é uma boa menina: dorme muito bem, quase nunca chora e me disseram que está muito alerta para a idade. Ela acabou de começar a acenar, o que é divertido. Ela ri muito. Ela está quase falando”, contou a modelo à Vogue. “Acho que ela pode andar antes de engatinhar. E ela já tem seis dentes.”

 

Naomi conta que, assim como ela, a garota será uma mulher forte e irá ensiná-la a se defender, mas não permite que tais preocupações atrapalhem o desenvolvimento do bebê. “Venho de uma família de mulheres fortes. Entre isso e minha escola, aprendi cedo a me defender. Aprendi a me defender”.

“[Nelson] Mandela disse algo para mim uma vez que sempre ficou comigo. Ele disse: ‘Vamos dormir quando formos’ e enquanto eu tiver fôlego e energia, farei o trabalho”.

Em entrevista à Vogue, Naomi ainda disse que a autoafirmação não é nenhuma novidade para ela e que agora, tem ainda mais motivos para se posicionar pelas mudanças. “Eu apoio o Black Lives Matter e apoio qualquer coisa para mudanças positivas, mas eu venho dizendo isso há mais tempo do que essas coisas existem – isso não é novo para mim.” 

Ser mãe de uma garotinha de nove meses tem sido uma experiência que permitiu a Naomi reviver a infância com outros olhos. Ela conta que a garota adora caixinhas de músicas e o guarda-roupas cresce numa velocidade inacreditável, um guarda-roupas de supermodelo. “Sou como uma criança novamente. Estou revivendo rimas infantis, brincando e descobrindo quantos brinquedos novos existem no mundo! E bonecas! Coisas que eu não poderia nem sonhar.”

Viver a maternidade, pela primeira vez, aos 50 tem sido uma experiência altruísta. Naomi Campbell conta que abre mão de tudo por alguém e coloca uma outra pessoa sempre em primeiro lugar. Aproveitar a maternidade se tornou prioridade enquanto a bebê não cresce e conhece a liberdade. Por isso, estão sempre juntas, em qualquer lugar do mundo.