Luiza Brunet recorrerá de decisão que nega união estável com Lirio Parisotto

Redação - O Estado de S.Paulo

Empresário foi condenado em 2017 por agressão à modelo

Modelo Luiza Brunet

Modelo Luiza Brunet Foto: Christina Ruffato/Estadão

A modelo Luiza Brunet comentou que vai entrar com recurso na Justiça contra a decisão que negou que ela e o empresário Lírio Parisotto tinham uma união estável. Ele foi condenado por agressão contra a modelo em 2017.

“Meus advogados vão recorrer da decisão do Tribunal de Justiça por não ter reconhecido a união estável com o empresário que me agrediu. A sentença não reflete as provas e eu continuo acreditando na Justiça”, escreveu em seu Instagram nesta terça-feira, 29.

Em julho de 2016, Luiza revelou que sofrera agressões do companheiro durante viagem a Nova York. Pouco mais de um ano depois, ele foi condenado a um ano de serviços comunitários pelo crime.

“Ter sido agredida por um homem, ter tido a coragem de denunciar e ajudar mulheres no Brasil e no mundo a tomar esse tipo de iniciativa, me orgulha demais. E exigir meus direitos nesse processo é algo de que não abro mão”, falou Luiza por meio da rede social.

A modelo pede o reconhecimento da união estável para ter direito a R$ 100 milhões, equivalentes a metade do patrimônio adquirido pelo empresário durante o relacionamento.

Confira: