Luís Ernesto Lacombe fala de novo programa diário na RedeTV!: ‘vai ter debate’

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Em entrevista para o ‘Estadão’, jornalista comenta sobre a mudança de emissora e os novos programas que deverá apresentar

Luís Ernesto Lacombe saiu da Band em 2020, e agora irá apresentar dois novos programas na RedeTV!

Luís Ernesto Lacombe saiu da Band em 2020, e agora irá apresentar dois novos programas na RedeTV! Foto: Vinicius Tapias / RedeTV!

Com passagens pela Rede Globo e emissoras afiliadas e, mais recentemente, pela Band, o jornalista Luís Ernesto Lacombe chega agora à RedeTV!, em que deverá apresentar dois novos programas. Contratado em 26 de agosto, o apresentador falou, em entrevista para o Estadão, sobre os novos projetos que está desenvolvendo.

O jornalista deverá desenvolver três projetos na emissora, e dois deles estão sendo desenvolvidos do zero, o que animou Lacombe, que está vivenciando esse processo de criação pela primeira vez: “estou participando da escolha do nome, ideia, cenografia, projeto gráficos, vinhetas, isso me atraiu muito”. 

O primeiro está sendo gravado em fase de testes, no entanto a data de estreia - que, no momento, pode ser 28 de setembro ou 5 de outubro - será definida após análise dos programas pilotos e das mudanças que forem necessárias. O nome do programa também não foi revelado, mas o apresentador falou sobre alguns detalhes que estão confirmados.

A atração será diária, de segunda a sexta-feira, das 11h45 às 13h, e tem como inspiração o formato de programas de rádio. “[O programa] Não tem preocupação de exibir matérias, reportagens, ele é de bancada, para trabalhar com os fatos, o mundo real, uma análise crítica, com bom senso”, explica Lacombe.

Uma garantia, segundo ele, é que a atração contará com muita “troca de figurinhas”: “vai ter debate, o contraditório, com bom senso e muita opinião, mas sem ter a pretensão de entregar um produto conclusivo”. A tentativa de levar uma conclusão para o espectador é, na opinião do apresentador, “um erro crasso”, que ele não pretende seguir.

Lacombe contará com dois debatedores fixos, e garante que um deles “tem a opinião diferente de mim em quase tudo, é um confronto do contraditório, um debate de ideias”. Citando o quadro Grande Debate, da CNN Brasil, ele opina que o formato de debates é uma tendência na televisão brasileira, gerada pelas redes sociais.

“As pessoas pesquisam mais, querem verificar mais, então gera uma contestação [com emissoras de TV], as redes empurraram pra isso, um caminho que tem dado resultado”, opina Lacombe, lembrando que “sem dúvida alguma” os vídeos que mais fizeram sucesso nas redes sociais em que ele aparecia foram os de debate no Aqui na Band

Pensando nisso, a ideia é que o jornalista leia contribuições de usuários nas redes sociais sobre o tema debatido, permitindo uma “troca” entre o público, que em sua opinião não é apenas um “receptor”. 

“O público pode esperar um programa para trabalhar com o mais importante, os fatos, a verdade, uma análise com senso crítico, debate, um jornalismo posicionado mas sem militância. A conclusão será sempre do espectador. Um programa que não vai entrar em utopias, é pé no chão, falando dos assuntos com discernimento e cuidado, e acho que as pessoas querem isso”, promete Lacombe.

Projeto multiplataforma e debate eleitorial

Lacombe também irá desenvolver um segundo projeto, que segundo ele está sendo trabalhado de forma “mais lenta”. Ele revela que o programa será multiplataforma, com conteúdos para o YouTube e outras redes sociais da RedeTV!. A ideia é ele seja semanal, com quatro formatos diferentes que irão se alternar ao longo de cada semana.

Luís Ernesto Lacombe promete presença multiplataforma e debates nos programas que irá comandar

Luís Ernesto Lacombe promete presença multiplataforma e debates nos programas que irá comandar Foto: Vinicius Tapias / RedeTV!

A presença multiplataforma, promete Lacombe, será um diferencial em sua participação na emissora: “As emissoras tradicionais não tinham atentado tanto assim pra esse momento multiplataforma, televisão e internet não estão tão separadas assim”. O apresentador, que inicialmente tinha uma certa “aversão” à tecnologia”, conta que está superando essa distância devido ao seu canal no YouTube, que seguirá em atividade.

O canal, em sua visão, é uma forma de dar voz para “um pessoal que não tem voz”, o que acha importante. “As pessoas estão mais politizadas, e acho isso ótimo, só não pode partir pra discussão, para o ódio, para o debate sem ter argumentação”, opina. 

“As pessoas que não se posicionam hoje, elas vão se apagando, as pessoas não tem mais interesse. O espectador não quer receber informação de um militante, mas de alguém posicionado”, defende Lacombe, dizendo que é necessário entender que ‘“todo mundo tem referências, é melhor mostrar e trabalhar isso com honestidade”.

Além disso, Lacombe deverá participar da mediação do debate da RedeTV! em 23 outubro, para as eleições municipais de 2020 em São Paulo, junto com a jornalista Amanda Klein. Será a primeira vez que o jornalista trabalha mediando debates políticos, apesar de já ter mediado discussões no Esporte Espetacular, da Rede Globo, e no Aqui na Band

“Não fico muito ansioso, preocupado, porque o mediador atua mais como juiz, fiscal, ele não tem independência para fazer colocações, dar opinião. Espero que seja o mais enriquecedor possível, que [os candidatos] tragam mais informação possíveis”, comenta Lacombe.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais