Linn da Quebrada diz que já segurou xixi devido a transfobia em banheiros públicos

Bárbara Correa* - O Estado de S.Paulo

‘Eu não me sentia confortável no banheiro masculino e no feminino tinham as vigilantes de gênero’, revelou a cantora

A cantora Linn da Quebrada fala sobre transfobia em banheiros públicos

A cantora Linn da Quebrada fala sobre transfobia em banheiros públicos Foto: Reprodução Instagram/ @linndaquebrada

Nesta segunda-feira, 10, Linn da Quebrada revelou o quanto a transfobia afeta sua vida mesmo nos momentos mais cotidianos, como a ida ao banheiro. Segundo a cantora,  ela já teve que segurar o xixi por não se sentir confortável em nenhum banheiro público.

Linn é cantora, compositora, atriz e se identifica como travesti. Na sua vivência, os banheiros públicos funcionam como "instrumentos de normalização de gênero". "Já segurei muito xixi. Deixei para usar um banheiro só quando eu visse que não tinha mais ninguém", contou no programa Conversa com Bial.

"Antigamente, eu queria evitar esse tensionamento, não queria que ir ao banheiro fazer xixi fosse uma luta, mas eu não me sentia confortável no banheiro masculino e no banheiro feminino também tinham as vigilantes de gênero", desabafou.

No seu Instagram, a artista também compartilhou um trecho da entrevista que fala sobre como ela se relaciona com a sua identidade, reivindicando a mulheridade presente no corpo travesti.

“Eu não sou mulher, sou travesti. A mulher não existe. Existem mulheres. Existem milhares! Estamos batalhando pelo direito aos nossos próprios corpos, para construir e reivindicar novas condições de mulheridade”, explicou no vídeo.

* Estagiária sob supervisão de Charlise Morais