Kylie Jenner doa U $ 1 milhão para hospitais da Califórnia para combater coronavírus

Agência - EFE

Valor será utilizado para compra de materiais de saúde e equipamentos para hospitais

Kylie Jenner

Kylie Jenner Foto: Eduardo Munoz / Reuters

A empresária Kylie Jenner, conhecida por participar com suas irmãs no popular reality show Acompanhando os Kardashians, doou um milhão de dólares (aproximadamente cinco milhões de reais) para os hospitais da Califórnia, nos Estados Unidos, adquirirem materiais e equipamentos médicos para a crise do coronavírus.

A doação foi anunciada pela médica dela, Thais Aliabadi, que garantiu que estava animada para ver a compra de máscaras e outros materiais de proteção para profissionais que trabalham nesta emergência de saúde e que, às vezes, não têm o equipamento adequado.

“Pedi ao universo para reunir máscaras protetoras para nossos bravos trabalhadores da saúde e hoje meu sonho se tornou realidade. Um dos meus pacientes, um lindo anjo, acabou de doar um milhão de dólares para nos ajudar", escreveu a médica em seu perfil do Instagram.

 

 

Segundo Aliabadi, com esse dinheiro, ela conseguirá comprar "centenas de milhares de máscaras, protetores faciais e outros equipamentos" a serem entregues "diretamente aos profissionais que respondem primeiro" nesta emergência. “Estou sem palavras, meus olhos estão cheios de lágrimas de alegria e meu coração está sobrecarregado de gratidão ", disse.

Jenner respondeu a mensagem agradecendo pelo trabalho da médica. "Eu te amo! E obrigado por todo o amor e carinho que você coloca em tudo o que faz! Você é um anjo na Terra ", disse. A influenciadora, com 167 milhões de seguidores no Instagram, incentivou as pessoas a ficarem em suas casas, em quarentena. Ela garante que está isolada também por duas semanas e que está levando a sério.

Entre outras ações de solidariedade, o fundo Michael Jackson Estate (que administra a propriedade do artista) doou trezentos mil dólares para ajudar na luta contra o coronavírus em três organizações de trabalhadores de espetáculos e alimentos.

Da mesma forma, a Academia de Gravação, instituição que organiza o Grammy, anunciou a criação de um fundo de ajuda para aliviar os efeitos que a crise global de coronavírus está tendo na indústria da música e especialmente em performances ao vivo, de trabalhadores em "shows em hotéis e bares para grandes festivais de música".

 

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

 

VEJA TAMBÉM: Personalidades que fizeram doações para combate ao coronavírus

Instagram / @xuxamenegheloficial/Instagram/@justinbieber/Lucas Jackson / Reuters
Ver Galeria 9

9 imagens