Assaltantes fazem Kim Kardashian refém em Paris e levam €$ 10 milhões em joias

- Com agências

Socialite estava na cidade para acompanhar os desfiles da Semana de Moda

Kim Kardashian está em Paris para acompanhar os desfiles da Semana de Moda

Kim Kardashian está em Paris para acompanhar os desfiles da Semana de Moda Foto: Bang Showbiz

Kim Kardashian ficou 'profundamente abalada' depois de ter sido mantida como refém à mão arma na mansão que alugou em Paris. Nas primeiras horas de segunda-feira, 3, cinco homens mascarados vestidos como policiais invadiram o quarto da socialite, a amarraram no banheiro e levaram €$ 10 milhões em joias. A Kardashian  estava na capital francesa para a semana de moda, mas já retornou aos Estado Unidos.

Um oficial da polícia de Paris disse que cinco assaltantes roubaram uma caixa de joias contendo objetos de valor no valor de € 6,7 milhões e um anel no valor de € 4 milhões. À Associated Press, o escritório da polícia afirmou que apenas dois dos cinco suspeitos invadiram o apartamento, localizado no luxuoso oitavo distrito da capital francesa.

Os ladrões algemaram e ameaçaram o concierge do edifício com uma arma para que ele os deixasse entrar e os encaminhasse até o apartamento da socialite. Segundo a polícia, os criminosos fugiram de bicicletas.

Ian Langsdon/ EFE
Ver Galeria 10

10 imagens

Acredita-se que seus dois filhos North, de 3 anos, e Saint, de 9 meses de idade, não estavam com ela no momento.

Um porta-voz confirmou: "Kim Kardashian West foi feita refém com uma arma dentro do quarto de hotel dela em Paris esta noite por dois homens mascarados, armados e vestidos como policiais. Ela está muito abalada, mas fisicamente ilesa".

As irmãs de Kim, Kourtney e Kendall, estão hospedadas no hotel The Peninsula, mas um porta-voz do local disse que não tem conhecimento de que qualquer um de seus clientes tenham sido atacados.

Kanye West, marido de Kim, estava se apresentando em Nova York no momento, mas parou seu show no meio depois de ter sido informado do que tinha acontecido com sua mulher.

Durante a execução de Heartless, ele disse à multidão: "Sinto muito, sinto muito. Emergência de família, tenho que parar o show".

Kanye era a atração principal do Meadows Music & Arts Festival e um representante do evento entrou no palco cerca de 10 minutos depois que ele saiu e afirmou que o concerto havia sido cancelado, uma vez que Kanye não se encontrava mais no local.

Horas antes do incidente, Kim elogiou sua equipe de segurança, postando uma foto no Instagram de um de seus guarda-costas e brincou: "Esse cara está sempre na minha mira".

Na semana passada, seus guarda-costas a protegeram quando Vitalii Sediuk, conhecido por fazer trote com celebridades, tentou beijar seu famoso bumbum. 

Com a França sob estado de emergência após a sequência de ataques extremistas que deixaram mais de 200 pessoas mortas nos últimos 20 meses, a notícia do roubo imediatamente provocou críticas dos opositores políticos ao governo.

Nathalie Kosciusko-Morizet, membro de direita do conselho de Paris e uma potencial candidats nas eleições presidenciais do próximo ano, disse que o roubo foi prova de que "há uma emergência geral de segurança'' na capital francesa.

O prefeito de Paris, Anne Hidalgo, um aliado próximo do presidente socialista François Hollande, condenou o ataque e disse que Kardashian West será "sempre bem-vinda em Paris. '' Hidalgo disse que está confiante que a polícia rapidamente vai identificar e prender os suspeitos e que o incidente "de modo algum põe em discussão o trabalho da polícia ou a segurança do espaço público '', em Paris.