Kelly Key faz vídeo sobre psoríase e afirma que sofre preconceito

Redação - O Estado de S.Paulo

A cantora conta que a condição a ajudou a descobrir outros problemas de saúde

 

Kelly Key fala sobre as questões que enfrenta por causa da psoríase 

Kelly Key fala sobre as questões que enfrenta por causa da psoríase  Foto: Instagram / @oficialkellykey

Kelly Key, 38, publicou em seu canal do YouTube um vídeo intitulado Tudo sobre minha psoríase, onde conta que sofre preconceito por causa das causa lesões na pele causadas pela doença. Segundo a cantora, muitas pessoas acham que é contagioso. 

 “Quem passa pelo mesmo que eu sabe que é desesperador. A psoríase é desmotivante, leva a gente para lugares muito chatos e perigosos da gente ficar, como depressão. A gente sofre o preconceito das pessoas também porque acham que é contagioso”, diz ela.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a psoríase é uma doença inflamatória crônica, que se manifesta principalmente por lesões cutâneas, geralmente como placas avermelhadas e descamação, que podem surgir em qualquer local do corpo, principalmente no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. A doença afeta 2,5 milhões de brasileiros e o preconceito com a aparência pode causar distúrbios emocionais como ansiedade e depressão.

“No início, eu já tinha uma dermatite seborreica na cabeça. Alguns fatores de estresse a aumentavam. Foi uma surpresa ainda por cima a psoríase ter agravado tanto”, conta Kelly, acrescentando que o agravamento da condição a ajudou a descobrir outras questões com seu corpo. 

“A psoríase me levou a outras descobertas. Meu caso agravou, as lesões ficaram muito maiores. Como elas foram aumentando ao longo desse processo, isso chamou nossa atenção”, lembra a cantora. “A partir dela a gente descobriu intolerância ao glúten, à lactose e a outros alimentos que acabaram potencializando essa minha inflamação sistêmica.”

Assista ao vídeo completo: