Karol Conka revela que tentou 'descolorir' a pele com água sanitária quando era criança

- O Estado de S.Paulo

Cantora relatou no programa 'Saia Justa' o preconceito sofrido na escola

  

   Foto: Reprodução/Instagram

A cantora Karol Conka falou sobre o preconceito que sofreu na infância no programa Saia Justa, do canal GNT. "Meus pais me viram, uma criança, molhando a pele com água sanitária para descolorir", relata.

Ela revelou que começou a entender por que os negros, como seu pai e sua tia, não queriam mais ir para a escola e largaram os estudos cedo. Os comentários racistas vinham até das professoras. "Elas falavam muita asneira. Desde 'você não tem raciocínio, porque você nasceu negra'. Eu achava que aquilo era real e eu pedia para o Papai Noel, eu queria ser branca."

Karol conta, ainda, que era chamada de 'Galinha da Angola' por uma professora, que também disse que ela havia nascido 'amaldiçoada' por ser negra. Uma das consequências foi a autoestima muito baixa. "Meus pais diziam 'você é tão linda', (e eu falava) 'mas só vocês dizem isso'." Veja o relato completo da cantora: