Kanye West se irritou com vestido usado por Kim Kardashian no Met Gala: 'sexy demais'

Redação - O Estado de S. Paulo

Em episódio de 'Keeping Up With The Kardashians', rapper se mostrou desconfortável com modelo assinado pela grife Thierry Mugler

Kanye West e Kim Kardashian, com o primeiro vestido feito por Thierry Mugler em 20 anos desde sua aposentadoria 

Kanye West e Kim Kardashian, com o primeiro vestido feito por Thierry Mugler em 20 anos desde sua aposentadoria  Foto: ANGELA WEISS / AFP

O vestido de silicone usado por Kim Kardashian no baile de gala do MET, em maio, provocou uma discussão entre a empresária e o marido, Kanye West, na véspera do renomado evento da revista Vogue

No episódio mais recente do reality Keeping Up With The Kardashians, exibido neste domingo, 13, o rapper criticou o visual composto por um corset e um vestido feito em látex da grife francesa Thierry Mugler. "Um corset é um tipo de roupa íntima. É sexy, mas sexy para quem?", indagou Kanye a esposa, que se mostrou irritada com os comentários.  

"Você está me deixando ansiosa. Eu não preciso de mais nenhuma energia negativa vindo de você me dizendo que não está gostando de eu estar usando um vestido muito apertado", reclamou a americana. 

Contrariado, o rapper alegou que o modo como ela se vestia o afetaria como um homem "casado, apaixonado e pai". "Você é minha esposa e me afeta quando as suas fotos estão sexy demais", disse. 

A representante do clã das Kardashian, no entanto, manteve postura firme. "Você me fez ser uma pessoa sexy e confiante. Não é porque você está em uma transformação que eu estou no mesmo lugar que você", explicou Kim, referindo-se ao processo de transição espiritual do marido.

Além da discussão, o episódio também revelou o esforço de Kardashian para usar o modelo. Só para vesti-lo, ela precisou de ajuda de três pessoas. "Se eu tiver que fazer xixi, será um problema", brincou, acrescentando que pediria para uma das irmãs limpá-la caso precisasse fazer nas calças.  

Kim Kardashian diz que não conseguiria se sentar no Met Gala por causa de sua roupa

Em sete de maio, um dia após o baile do MET, o canal no YouTube da Vogue publicou um vídeo mostrando a preparação de Kim Kardashian para o evento e vestindo a peça da grife Thierry Mugler

"Anna [Wintour, organizadora do MET Gala], se eu não me sentar para jantar, agora você sabe o por que. Eu estarei andando por lá, se misturando, conversando, mas eu mal consigo sentar", revelou a empresária ao mostrar o corset por baixo do vestido.

A peça era muito comum na Idade Média para moldar ainda mais a silhueta. No caso de Kim, que possui quadris largos, a ilusão de uma cintura muito fina ficou ainda maior, o que lhe rendeu diversas críticas. Nas redes sociais, ela recebeu acusações de que teria até mesmo retirado uma costela para garantir um visual mais esguio.

Nos stories do Instagram, a personal trainer da Kardashian a defendeu, argumentando que o corpo da Kardashian é fruto de trabalhos intensos na academia. "Kim treina sem parar seis dias por semana, ela acorda cedo e é dedicada. Eu a vejo todas as manhãs, vejo ela treinar e suar, vejo todo o seu trabalho fora da academia e isso é digno", comentou Melissa Alcantara. A própria Kim também compartilhou o story da profissional.

Com o tema deste ano em torno da estética 'camp' - uma mistura de exageros, breguices, bom humor e sátira -, o baile de gala do MET lotou a escadaria do museu mais famoso de Nova York, o Metropolitan Museum of Art, com sua seleta lista de convidados. Organizado por Anna Wintour, editora-chefe da Vogue americana, o evento é conhecido como "a festa mais exclusiva dos Estados Unidos" ou "o tapete vermelho mais importante do ano", já que reúne a nata dos fashionistas.