'Just Dance': 1º single de Lady Gaga completa 14 anos de lançamento; relembre era 'The Fame'

Rafael Nascimento - Especial para o Estadão

Faixa está presente no álbum de estreia da cantora e foi lançada em 2008

A cantora Lady Gaga em cena do seu primeiro videoclipe 'Just Dance', lançando em 2008. Nesta sexta-feira, 8, se completa 14 anos do lançamento da faixa.

A cantora Lady Gaga em cena do seu primeiro videoclipe 'Just Dance', lançando em 2008. Nesta sexta-feira, 8, se completa 14 anos do lançamento da faixa. Foto: Youtube

"Just dance, gonna be okay, da da doo-doo-mmm". O ano era 2008, e a cultura pop via emergir uma das figuras mais emblemáticas e significativas de toda a sua história com a chegada do mega hit Just Dance, o primeiro single da superstar Lady Gaga, presente no álbum de estreia da cantora, The Fame, lançado em agosto daquele ano.

Nesta sexta-feira, 8, a faixa completa 14 anos de lançamento. Desde lá, Gaga vem acumulando sucessos e deixando sua marca na história como uma das artistas mais premiadas e versáteis do entretenimento mundial.

No início da carreira, a nova-iorquina chamava muito a atenção por seus posicionamentos políticos, sempre em defesa dos direitos das mulheres e da comunidade LGBTQIA+, além de sua presença de palco e seus looks, que eram sempre aguardados, sejam nos red carpets ou nas apresentações da cantora.

Para comemorar o aniversário de Just Dance, confira a seguir os singles lançados do primeiro álbum de Lady Gaga e relembre a era The Fame.

 

Just Dance

A composição da faixa é de Lady Gaga, do produtor RedOne, e do cantor Akonque também aparece nos vocais. O cantor Colby O'Donis faz participação especial na música.

A canção foi indicada ao Grammy por Melhor Gravação Dance, mas perdeu para Harder, Better, Faster, Stronger, do duo francês Daft Punk.

A música foi número um nas paradas da Billboard em diversos países, incluindo os Estados Unidos, o que fez Gaga ascender como uma artista pop promissora.

O videoclipe de Just Dance foi lançado no dia 25 de abril de 2008 e nele vemos a Gaga em sua primeira fase, com influências diretas de ícones como Madonna e David Bowie.

 

Poker Face

Se com Just Dance as pessoas ficaram na dúvida se Gaga sobreviveria ao primeiro single, com Poker Face essa indagação foi jogada fora.

Com o segundo single do álbum de estreia, lançado em 23 de setembro de 2008, a cantora se consolidou como a primeira artista, depois de Christina Aguilera, a ter os dois primeiros singles no topo da Hot 100 da Billboard, dos Estados Unidos.

A letra da música faz trocadilhos com sexo e o jogo de póquer, além de tratar também da bissexualidade de Lady Gaga. 

Foi nomeada para Canção do Ano, Gravação do Ano e ganhou como Melhor Gravação Dance no Grammy 2009.

 

Eh, Eh (Nothing Else I Can Say)

Eh, Eh (Nothing Else I Can Say) foi lançada como o terceiro single do The Fame na Oceania e em alguns países europeus, em 31 de janeiro de 2009, assim como a quarta faixa de trabalho do álbum de estreia de Lady Gaga na França.

Não é uma das canções mais conhecidas da era, mas a música ganhou um videoclipe dirigido por Joseph Khan, que tem no seu currículo nomes como Britney Spears, Kelly Clarkson, Katy Perry, The Pussycat Dollse outros.

O vídeo faz referências às raízes italianas de Gaga, e mostra a cantora com suas amigas pelas ruas de um pequeno cenário da Itália.

 

Love Game

Lançada em 24 de março de 2009, Love Game é outro sucesso do álbum de estreia de Lady Gaga.

Atingiu o número um da lista Pop Songs dos Estados Unidos, e o número cinco da Hot 100 da Billboard. 

O videoclipe é inspirado em discotecas de Nova Iorque, e traz Gaga com um time de dançarinos em uma estação de metrô e em um estacionamento.

A produção tem referências ainda do vídeo de Bad, de Michael Jackson, que também ocorre em uma estação de metrô.

Outro ponto alto do videoclipe é Lady Gaga expressando sua bissexualidade mais uma vez, o que fez com que o material chegasse a ser proibido na Austrália, devido ao seu conteúdo sexual.

 

Paparazzi

Fechando os trabalhos do seu disco de estreia, em 6 de julho de 2009, Lady Gaga lança a faixa Paparazzi. A música é uma crítica à cultura do paparazzi e da busca pela fama, que é o tema do álbum.

O videoclipe é o primeiro da carreira de Gaga no estilo de curta metragem. 

Teve um final não concluído e sua continuação ocorreu no videoclipe da faixa Telephone, que tem participação de Beyoncé e está presente no álbum The Fame Monster (2009), o segundo de estúdio da cantora nova-iorquina.