Jussie Smollett volta a ser investigado por episódio de falsa denúncia

Redação - O Estado de S.Paulo

Juiz de Chicago identificou irregularidades no caso e apontou procurador especial para retomar as investigações

O ator Jussie Smollett, de 'Empire', chegou a ser preso por falsa denúncia.

O ator Jussie Smollett, de 'Empire', chegou a ser preso por falsa denúncia. Foto: E. Jason Wambsgans/Chicago Tribune/Pool via Reuters

Um juiz de Chicago ordenou que o ator Jussie Smollett seja investigado novamente por conta do episódio de falsa denúncia. Em março, o ator de Empire havia sido indiciado por 16 crimes, mas teve as acusações retiradas pela promotoria.

De acordo com a AP, o juiz Michael Toomin apontou um procurador especial para o caso após identificar "irregularidades sem precedentes".

Ele pretende entender por que a procuradora Kim Foxx retirou as denúncias. "Se existem motivos razoáveis para continuar com o processo contra Smollett, no interesse da justiça, o procurador especial pode tomar tal ação", disse o juiz em comunicado.

 

Entenda o caso

Em janeiro de 2019, Jussie Smollett foi hospitalizado após sofrer um suposto ataque de teor racista e homofóbico. No decorrer das investigações, a polícia levantou a suspeita de que o ator da série Empire teria contratado dois homens para encenar a agressão, porque estava sendo cotado para deixar a série.

Smollet acabou sendo preso, mas foi liberado após pagar uma fiança de US$ 300 mil (aproximadamente R$ 1 milhão). A polícia de Chicago chegou a indiciar o ator por 16 crimes sob a acusação de falsa denúncia às autoridades, mas a promotoria retirou as acusações poucas semanas depois alegando que era a resolução mais apropriada para o caso.

Por conta da polêmica, o personagem Jamal Lyon, interpretado pelo ator, foi cortado da série Empire, mesmo após ser renovada para uma sexta temporada.