Juliette fala sobre primeira turnê como cantora: 'Muito frio na barriga'

Rafael Nascimento - Especial para o Estadão

Em entrevista ao Estadão, a artista falou sobre as expectativas para noite de estreia, que acontece neste sábado, no Rio de Janeiro

A artista Julliete estreará sua primeira turnê 'Caminho' neste sábado, 26, no Rio de Janeiro. O show passará também por João Pessoa, Vitória, São Paulo e Recife. Mais cidades ainda serão divulgadas.

A artista Julliete estreará sua primeira turnê 'Caminho' neste sábado, 26, no Rio de Janeiro. O show passará também por João Pessoa, Vitória, São Paulo e Recife. Mais cidades ainda serão divulgadas. Foto: Igor Melo

O fenômeno Juliette, que viu sua vida mudar repentinamente após vencer com larga vantagem o Big Brother Brasil 21 , está prestes a dar mais um passo importante em sua meteórica carreira. Neste sábado, 26, estreia no Rio de Janeiro a primeira turnê da artista como cantora, intitulada Caminho. Em setembro do ano passado a paraibana lançou o EP Juliette, com seis faixas, que quebrou o recorde de Olivia Rodrigo na época e foi o projeto com mais streams no Spotify nas primeiras 24 horas após o lançamento. 

Nas redes sociais Juliette vem compartilhando a rotina de ensaios e dando uma amostra do que os fãs vão receber da estrela nos palcos. Em entrevista ao Estadão, a cantora falou sobre as expectativas para noite de estreia: "Muito frio na barriga, muita ansiedade, medo, felicidade... Uma loucura. Eu estou sentindo tudo isso junto e eu acho que mais que tudo, gratidão".

Sobre o que tem sido mais desafiador durante os ensaios, a paraíbana revelou que tem focado muito na voz: "Eu tenho muita preocupação com a minha voz, de acertar as notas, de permanecer afinada... Como eu não tenho tanta técnica, eu vou mais no ouvido, na intuição. Eu estou estudando, mas ainda não tenho muitos anos [de prática], então eu tenho uma preocupação maior com a voz". A artista continuou e revelou que dançar e cantar ao mesmo tempo também tem sido um desafio. "Depois disso, quando é para cantar e dançar aí eu fico 'opa, pera aí'. Sabe quando a gente está aprendendo a dirigir que tem que passar a marcha, dirigir, olhar retrovisor? Eu estou nessa adaptação. Tudo para mim é novo, tudo é desafiador [...] Eu quero fazer algo muito bonito e fico toda preocupadinha", afirmou a cantora.

 

 

 

Sobre a narrativa do show, Juliette explica que tudo está conectado com um caminho que ela quer mostrar, o que faz referência direta com o nome da turnê: "O show fala de um caminho, que a gente pegou de várias referências, da música, de Chico César, do que simboliza essa turnê que é um processo, uma trajetória, uma caminhada junto com o público, porque eles me reconheceram como cantora antes mesmo de eu sonhar com isso. Então, o show faz justamente isso, ele parte das raízes da música nordestina e faz todo esse caminho por vários ritmos, vários estilos e ele junta isso fazendo uma conexão de elementos. Tudo tem sentido no show, cada música, cada elemento no palco, tudo de cenografia, as letras, os ritmos, tudo casa construindo justamente um caminho que é esse que eu quero trilhar.

 

 

 

 

A artista falou também sobre a equipe que a acompanhará nos palcos: "[Serão] sete músicos, dois casais de bailarinos, e o que mais? Os figurinos..." Nesse momento Juliette fez mistério e não quis revelar muitos detalhes: "Vou trocar duas ou três vezes. Não posso dizer mais (risos)".  Sobre a cenografia, a artista foi generosa e revelou mais detalhes: "A cenografia foi feita por uma pessoa super maravilhosa Ludmila [Machado], que faz grandes palcos, faz Prêmio Multishow, faz Ivete [Sangalo], faz grandes artistas no Brasil inteiro, tem o trabalho muito bonito e eu sei que está bonito", enfatizou. "Ontem eu vi a parte inteira de iluminação, vi tudo. Eu estou com frio na barriga, 'meu Deus do céu, parece um show muito grande', é um show muito grande, parece de uma diva da televisão, do pop", completou a cantora.

 

 

 

Juliette falou ainda sobre seus ídolos e se eles participarão das apresentações junto com ela no palco: "Participação não vai ter nesse primeiro [show] porque eu já fico nervosa sozinha. Eu convidei meus ídolos, alguns vão, outros não podem, mas eu fico muito nervosa". Nesta sexta-feira, 25, dia anterior à estreia da turnê, os grandes nomes da música brasileira Wesley Safadão, Xand Avião, Alceu Valença, Elba Ramalho, Chico César e Gilberto Gil deixaram uma mensagem para a cantora felicitando o novo projeto.

 

 

 

 

Ainda sobre o nervosismo de cantar junto com seus ídolos, a paraíbana revelou um episódio de bastidor envolvendo Anittaque está creditada como uma das diretoras artísticas, musicais e coordenadoras de repertório do EP Juliette, que foi lançado pelo selo da artista carioca, Rodamoinho Records, em parceria com a Universal Music.

"Anitta foi em um ensaio, na hora que ela chegou eu fiquei nervosa (risos) [Juliette simulou falas emboladas de nervosismo]. Depois eu fui me soltando. Então nesse primeiro [show] eu pedi para não ter ninguém, porque tu imagina, se colocam meus ídolos ali para cantar comigo no primeiro show eu não vou conseguir fazer". Sobre se algum registro da turnê será lançado, Juliette manteve mais uma vez segredo e vamos ter que aguardar os próximos meses para saber.

A turnê Caminho estreia neste sábado, 26, no Rio de Janeiro, e já tem mais datas confirmadas: 2/4 em João Pessoa, 30/4 em Vitória e 6/5 em São PauloRecife é outra capital que já está confirmada, mas que a data ainda será divulgada. A turnê passará por outras cidades do Brasil e as datas serão reveladas em breve.