Julia Louis-Dreyfus, diagnosticada com câncer de mama, recebe apoio de Jason Alexander e Joe Biden

redação - O Estado de S.Paulo

Atriz falou sobre a doença nas redes sociais e lamentou que nem todas as mulheres que passam por isso têm o apoio e cuidados necessários

Julia Louis-Dreyfus e Jason Alexander atuaram juntos em 'Seinfeld'.

Julia Louis-Dreyfus e Jason Alexander atuaram juntos em 'Seinfeld'. Foto: Fred Prouser/Reuters

O ator Jason Alexander expressou todo seu apoio à atriz Julia Louis-Dreyfus depois que ela revelou, na última quinta-feira, 28, que foi diagnosticada com câncer de mama.

 

"Sinto muito que você tenha de passar por isso, mas eu sei que você prevalecerá. Nós estamos aqui se/quando você precisar e nós amamos você", tuitou Alexander.

 

 

Por nove temporadas, os dois estiveram juntos em Seinfeld ao lado de Jerry Seinfeld e Michael Richards. Na quinta, Richards disse à People: "Eu desejo boa sorte à Julia e uma recuperação completa".

O ex-vice-presidente Joe Biden também enviou uma mensagem para Julia pelo Twitter. "Nós, Veeps, ficamos juntos. Jill e eu, e toda a família Biden, estamos com você, Julia", escreveu o político, fazendo referência ao seriado Veep, em que a atriz interpreta Selina Meyer, uma hilária vice-presidente dos Estados Unidos.

Junto com a mensagem, ele publicou uma foto em que ambos aparecem em cena no clipe White House Correspondents, de 2014. Julia agradeceu o apoio. "Sim, nós ficamos. Amor de volta para todos vocês", tuitou em resposta.

Nesta quinta, 28, Julia revelou a doença pelas redes sociais. "Uma em cada oito mulheres desenvolve câncer de mama. Hoje, eu sou uma. A boa notícia é que eu tenho o melhor grupo de apoio em família e amigos e um ótimo seguro de saúde por conta do sindicato dos atores. A má notícia é que nem todas as mulheres são sortudas, então vamos lutar contra todos os cânceres e tornar o cuidado com a saúde algo universal", postou no Instagram.

 

Just when you thought...

Uma publicação compartilhada por Julia Louis-Dreyfus (@officialjld) em

Veja também: Mitos e verdades sobre o câncer de mama