João Vicente de Castro critica vaquejadas: ‘Tortura não é tradição’

Redação - O Estado de S. Paulo

Convidado do ‘Conversa com Bial’, ator também revelou que cortou carne vermelha da dieta

João Vicente é embaixador da ONG AMPARA Animal

João Vicente é embaixador da ONG AMPARA Animal Foto: Denise Andrade/Estadão

O ator João Vicente de Castro condenou as vaquejadas e festas de rodeio durante entrevista ao Conversa com Bialexibida na madrugada de terça, 1, para quarta-feira, 2.

“Não é porque é cultural, não é porque é tradição. Tortura não pode ser tradição. É importante que a gente entenda que está evoluindo. A escravidão também já foi considerada normal. Não é porque fez sentido em uma época que possa fazer agora”, afirmou o artista.

João Vicente foi um dos convidados do programa, que debateu o encarceramento de animais. Ele esteve ao lado de Elizabeth MacGregor, do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA), e Mara Marques, da Sociedade Paulista de Zoológicos.

Embaixador da ONG AMPARA Animal, o ator explicou que tem paixão por bichos desde a infância e que, já adulto, resolveu mudar seus hábitos alimentares.

“Não como carne vermelha, não como frango, mas ainda como peixe. Eu vejo a mudança de pensamento, a geração da minha irmã já é vegana. Eu amava carne, comia diariamente. É desesperador, um sacrifício diário, mas a pessoa consegue”, disse. “Fui aos poucos aprendendo a respeitar. Parando de comer carne, de comprar couro... fui fazendo uma mudança que fazia muito sentido para a minha luta”, completou.