Jim Carrey teria fornecido pílulas para ex-namorada se suicidar

- O Estado de S.Paulo

Ator teria entregado as drogas menos de uma semana antes de sua morte

Jim Carrey, em abril de 2015 (d), e a maquiadora Cathriona White, em foto publicada recentemente no seu instagram

Jim Carrey, em abril de 2015 (d), e a maquiadora Cathriona White, em foto publicada recentemente no seu instagram Foto: Reprodução / Instagram

O ator Jim Carrey está sendo acusado de facilitar a morte de sua ex-namorada, Cathriona White, por ter fornecido drogas que a mataram.

De acordo com o site TMZ, o processo indica que os três tipos de pílulas usadas pela mulher, Ambien, Propanolol e Percocet, haviam sido prescritas sob o nome de Arthur King, um pseudônimo do ator de Hollywood, o que é ilegal na Califórnia.

Jim teria entregue os remédios cerca de três ou quatro dias antes da ingestão fatal, ocorrida em 24 de setembro de 2015, e também teria tentado apagar seus vestígios. Ele também teria conhecimento prévio da propensão de Cathriona à depressão, e inclusive de tentativas prévias de suicídio.