'Já me senti doente', diz Rico Dalasam sobre homossexualidade

Redação - O Estado de S.Paulo

Cantor criticou a forma como a sociedade faz os gays se sentirem

O rapper Rico Dalasam

O rapper Rico Dalasam Foto: YouTube / @Vendi Meu Sofá com Gabriela Pugliesi

O rapper Rico Dalasam falou a respeito da forma como aprendeu a lidar com sua sexualidade em entrevista ao canal da blogueira Gabriela Pugliesi no YouTube.

Ao ser questionado sobre a polêmica da 'reorientação sexual', que tomou conta dos noticiários e redes sociais nas últimas semanas, Rico, que é gay, contou: "Já me senti doente. Já me senti sujo. Já me senti um extraterrestre. Já me senti com vontade de morrer. Não porque eu era, me senti porque tentaram me fazer acreditar nisso. E tudo isso por crenças, pensamentos e ações que partem desse mesmo princípio. O que as pessoas não aceitam, elas tentam criminalizar, como o funk, e outras coisas."

"Mas agora a gente está falando de humanidade, no seu máximo de alma, de espírito, de corpo. Ele existe, e a plenitude dele é ser tudo que sua natureza anseia, e não que seja podado, limitado, ou, em último caso oprimido no grau de ser tratado como uma doença", completou.

O cantor ainda falou a respeito do processo de descoberta e aceitação de sua sexualidade: "Na sétima série, foi a primeira vez que me apaixonei de verdade. [Antes] era uma confusão enorme, da relação entre o meu corpo e a sociedade. Antes disso, era uma confusão entre a minha mente e o meu corpo".

"Não era para uma criança estar pensando se o que eu sou vai me prejudicar, se as pessoas vão continuar me amando ou não. O medo é o da rejeição. Crianças não deveriam pensar em rejeição", opinou.

Confira o vídeo completo abaixo: