Isolado do filho por conta da covid-19, Luccas Neto faz desabafo

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Youtuber chorou quando falou sobre seu diagnóstico em entrevista para Fátima Bernardes

Luccas Neto precisou se isolar do filho, Luke, que nasceu no dia 13 de novembro

Luccas Neto precisou se isolar do filho, Luke, que nasceu no dia 13 de novembro Foto: Instagram / @luccasneto

O youtuber Luccas Neto contou como tem sido seu isolamento após testar positivo para o novo coronavírus nesta quarta-feira, 18, em participação no Encontro com Fátima Bernardes. Ele se emocionou ao falar da distância do filho, Luke, para evitar uma possível transmissão.

“Eu estou bem no físico, meu corpo tá bem, estou sem sintomas, mas o problema mesmo é o psicológico, a cabeça, que fica pensando um milhão de coisas”, disse Luccas, se referindo à situação com o filho, Luke, que nasceu na sexta-feira, 13, e já está em casa.

Luccas precisará ficar isolado por 15 dias em casa, em um quarto separado. Ele afirmou que estava realizando testes semanalmente, e foi surpreendido pelo resultado positivo.

“Ele [Luke] está na porta aqui do lado, e eu não posso fazer nada. Desculpa. É um sentimento muito triste, porque eu fico pensando… é o meu primeiro filho, eu não sei se ele ainda vai lembrar de mim. Parece que daqui a 15 dias ele vai estar diferente, maior, e eu vou perder uma fase da vida dele”, desabafou o youtuber, que chorou ao falar sobre o assunto.

Fátima Bernardes tentou tranquilizar o youtuber, e destacou que ele poderá ver os registros do crescimento do filho depois: “ele vai lembrar [de você] logo, logo, ele ainda vai lembrar muito de você”. A apresentadora também destacou que a maior prova de amor que Luccas poderia dar para o filho é “ficar no isolamento”.

“A gente tem uma visão do vírus, de como é, mas depois é outra realidade, quando você tem. É muito diferente”, destacou Luccas. Ele ainda recebeu uma homenagem de alguns seguidores do seu canal, destinado ao público infantil, e agradeceu o apoio, que segundo ele tem sido importante para seu bem-estar. “Eu não posso sair daqui, tenho que cuidar do meu filho pra sempre”, observou.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais